Informe JB: José Múcio, o ministro que abomina gavetas

PTB Notícias 30/11/2007, 17:25


Leia abaixo nota publicada na coluna Informe JB, do Jornal do Brasil, nesta sexta-feira, 30 de novembro:O ministro que abomina gavetasO novo ministro das Relações Institucionais, deputado José Múcio Monteiro (PTB-PE), está há pouco tempo no cargo e por isso não tem nenhuma obra concreta sobre sua capacidade de reorganizar a estilhaçada base governista no Congresso, mas sua maratona de reuniões com os aliados do Planalto tem causado uma primeira boa impressão entre os políticos.

Na noite da quarta-feira ele se reuniu com a ávida bancada do PMDB, sempre ansiosa pelo anúncio dos cargos prometidos.

Múcio, é claro, enfrentará o mesmo problema que os antecessores neste quesito, porque o PT concentra os cargos estratégicos do governo e, na maioria das vezes, acaba dando um jeitinho de impedir ou adiar a nomeação dos indicados por aliados.

Mas a mudança de postura do novo coordenador político é que tem agradado aos ouvintes.

“Eu vou agir de forma diferente.

Os outros poupavam o presidente de aborrecimentos.

É preciso assumir os problemas e não acumulá-los.

Vou levar tudo para o Lula, quando eu encontrar resistência.

Se ficar problema na gaveta, acabam me tirando ministério.

Porque eu sei dizer sim e também sei dizer não, quando for o caso.

Não vai ter gavetas”, afiançou Múcio aos peemedebistas calejados com as embromações de outrora.

Pode até soar como um script meticulosamente ensaiado, mas o ministro da Coordenação repetiu até as inflexões na reunião que fez na manhã de ontem e o cair da noite de quarta com os aliados da Câmara dos Deputados.

A convergência dos encontros foram as críticas a Walfrido Mares Guia (PTB-MG), denunciado no mensalão tucano.

“O Mares Guia era irresponsável.

Tinha um monte de pendências na gaveta”, criticou um ácido líder aliado de Lula.

No futuro pode até repetir a crítica a José Múcio, porque o dono da caneta continua sendo, como na era Walfrido, o presidente Lula.