Iniciativa de Duciomar levará arborização em Belém a crescer 20% ao ano

PTB Notícias 17/04/2011, 11:37


Aumentar cerca de 20% ao ano a área verde da capital paraense, popularmente conhecida como “Cidade das Mangueiras”.

Essa é uma das metas proposta pelo Projeto de Lei do Plano Municipal de Arborização Urbana da cidade de Belém (PMAB).

Elaborado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), em parceria com 11 instituições, o documento foi entregue ao prefeito da capital do Estado do Pará, o petebista Duciomar Costa, na manhã da última sexta-feira (15/04/2011), na Praça Milton Trindade, Horto Municipal da cidade.

A minuta do plano, que demorou oito meses para ficar pronto, enfoca diversas ações para a arborização da cidade, como o manejo e produção de mudas, quais as espécies que vão compor a cidade, estudos sobre a infraestrutura de onde e qual o tipo ideal de mudas a serem plantadas em Belém.

De acordo com o prefeito Duciomar, o projeto de Lei cria um planejamento urbano da cidade onde a arborização é um componente importante.

“Uma cidade com áreas verdes é sinônimo de qualidade de vida para toda a população.

E pretendemos avançar dessa forma, fazendo cada dia mais uma cidade melhor para se viver”, disse.

Nos últimos cinco anos, a Prefeitura de Belém tem investido na plantação de várias espécies típicas da região nas vias de Belém.

Segundo Duciomar Costa, todas as obras municipais têm recebido mudas dessas árvores.

Um exemplo desta ação é a nova Avenida Marques de Herval, que ganhou o título de Via Parque.

Ainda de acordo com o prefeito, o Plano de Arborização vai ajudar a arborizar os conjuntos habitacionais e as áreas periféricas da capital.

A secretária municipal de Meio Ambiente, Camilla Miranda, destacou que o PMAB vai servir para fazer o ordenamento das áreas verdes da cidade.

“Antes tudo era plantado de qualquer maneira, sem um estudo adequado.

Agora com o plano de arborização será mostrado o que, onde e como plantar, ordenando assim, o paisagismo da cidade”, destaca.

Entre as instituições que fizeram parte da elaboração do projeto estão a Semma; Secretaria Municipal de Coordenação Geral de Planejamento e Gestão (Segep); Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb); Secretaria de Estado de Agricultura do Pará; Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Pará (CREA); Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA); Museu Paraense Emilio Goeldi; Federação da Agricultura e Pecuária do Pará; Centrais Elétricas do Pará S/A e Associação Comercial do Pará.

O evento contou também com a assinatura do convênio de cooperação do Projeto “Padrinhos do Verde”, entre a Semma e a Associação dos Lojistas da Avenida Braz de Aguiar e Transversais – Albat, que ficará responsável por cuidar das floreiras da Av.

Braz de Aguiar.

O projeto foi criado com o objetivo de garantir a conservação das áreas verdes da capital paraense, entre a Prefeitura Municipal de Belém (PMB) e empresas privadas, públicas e entidades em geral.

A partir da assinatura do convênio, cabe à Semma criar o paisagismo e desenvolvimento das floreiras da avenida e, depois disso, quem fica responsável pela recuperação, revitalização e preservação da área é o adotante, nesse caso, a Albat, que assume também o compromisso de incentivar a sociedade a cuidar do meio ambiente e zelar pelo patrimônio público.

Ao todo são 12 floreiras, divididas em três pontos da avenida: Travessas Doutor Moraes, Rui Barbosa e Benjamin Constant.

As floreiras vão receber as espécies Lantana Amarela, Heliconia Chiconiana e Copo de Leite, respectivamente.

O Projeto “Padrinhos do Verde” foi instituído pela Prefeitura de Belém em 2007 e visa a melhoria e conservação das áreas verdes da cidade, podendo ser praças, canteiros, ou outros locais.

Para o diretor de marketing da Albat, Gibran Tuma, a responsabilidade de cuida das floreiras não deve ser só da prefeitura.

“As floreiras existem há bastante tempo, porém, a população não cuidava.

Agora nós cuidar.

Afinal, a responsabilidade não é só da prefeitura e sim, de todo o público, pois queremos ver a avenida bonita, para receber nossos clientes”, afirmou Gibran.

fonte: site da Prefeitura de Belém (PA)