Iniciativa de Paulo Frange deve desafogar atendimento em hospitais de SP

PTB Notícias 5/01/2012, 9:48


O Programa Hospital Domiciliar de Atendimento e Internação Domiciliar (Prohdom) espera reduzir a superlotação dos hospitais públicos de São Paulo e beneficiar mais de 11 milhões de pessoas.

A iniciativa foi institucionalizada na capital do Estado de São Paulo através de uma lei originária de um projeto do vereador Paulo Frange, do PTB.

O programa nasceu em 12 de junho de 2008 por meio de uma portaria municipal e agora, transformado em lei, terá a garantia de sua continuidade.

Pelo Prohdom, são atendidos em domicílio pacientes de todas as idades com doenças agudas ou crônicas, e seu objetivo é evitar a hospitalização desnecessária e ainda permitir uma melhor qualidade de vida ao paciente.

“Com o projeto é possível minimizar os riscos de complicações clínicas, como infecções hospitalares, e permitir uma melhor integração do paciente com o grupo familiar”, explicou Paulo Frange.

O Prohdom oferece atendimento domiciliar (AD) e internação domiciliar (ID).

As equipes são formadas por médico visitador, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, fisioterapeuta, nutricionista, assistente social e administrativo.

Atualmente, o programa funciona em oito hospitais da rede municipal, mas a meta é estender este trabalho para outras dez instituições.

“Projetos como este vêm em boa hora para suprir a demanda de uma população carente de um atendimento digno em saúde, e também do setor público, que há muito anseia por uma ferramenta que possa oferecer uma redução de custos e melhorias dos recursos disponíveis”, destacou Frange.

fonte: site da Câmara Municipal de São Paulo