Ione Sobral divulga produção artesanal no município de Laranjeiras (SE)

PTB Notícias 20/01/2012, 10:50


Foi aberta na última terça- feira, (17/01/2012), a 13ª edição da Feira de Sergipe.

Laranjeiras, como em todos os anos, montou um amplo estande para expor as riquezas do município.

São peças de artesanato, confeccionadas em crochê, renda irlandesa, bordados em ponto cruz, entre outros produtos como os objetos em madeira e em argila.

A estrutura está armada na praça de eventos da Orla de Atalaia, em Aracaju, e ficará aberta ao público até o dia 30 de janeiro.

A prefeita de Laranjeiras, Ione Sobral (PTB-SE), destacou a participação do município como uma oportunidade de divulgar os produtos da cidade e fazer negócios.

“A prefeitura de Laranjeiras vem investindo maciçamente na divulgação das tradições do município e no desenvolvimento sustentável do seu povo.

Para isto, já contamos com a Casa do Artesanato deputado José Monteiro Sobral, mas a participação nesta feira é fundamental.

Um espaço para que os artesãos possam trabalhar e expôr suas peças”, informou Ione Sobral.

Este ano, a Feira de Sergipe conta com 288 estandes, sendo 209 para o artesanato, 55 para micro e pequenas empresas dos segmentos comércio, indústria e serviços (com destaque para as confecções), 18 para prefeituras e seis para alimentação.

A estrutura também conta com palco para shows, estandes institucionais dos parceiros e do Sebrae (onde são divulgados os projetos desenvolvidos pela instituição no Estado), além do Balcão de Atendimento Empresarial.

Serão 13 dias de Feira com uma média de quatro atrações por dia, com destaque para os grupos folclóricos e artistas locais.

Haverá também o espaço Brinquedoteca, permitindo que os pais levem seus filhos e passeiem pela feira com tranqüilidade, pois as crianças poderão ficar brincando com segurança e acompanhamento profissional.

Na avaliação do superintendente do Sebrae/SE, Lauro Vasconcelos, a proposta da Feira de Sergipe é fomentar o desenvolvimento e estimular e valorizar a cultura sergipana, com destaque para o artesanato, folclore, música, comidas típicas e pequenos negócios.

“Além de abrir espaço e proporcionar a realização de negócios para micro e pequenas empresas que estão expondo no evento, a Feira também movimenta o comércio local.

Todos saem ganhando, das pousadas e hotéis, passando pelos bares e restaurantes até os ambulantes e taxistas.

O objetivo principal é incrementar o desenvolvimento artesanal, cultural e turístico do Estado, criando oportunidades de divulgação e geração de negócios, além de consolidar os mercados já existentes”, declarou Vasconcelos.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações da Prefeitura de Laranjeiras Foto: Site Divulgação