Ione Sobral ressalta importância do 36º Encontro Cultural de Laranjeiras

PTB Notícias 30/12/2010, 7:49


O 36º Encontro Cultural de Laranjeiras (SE), cidade administrada por Ione Sobral (PTB), acontece entre os dias seis e nove de janeiro de 2011, e tem por objetivo promover uma discussão atual e fundamental para a difusão da cultura: o Patrimônio Imaterial e a Era Digital.

O Encontro Cultural de Laranjeiras surgiu há 35 anos a partir de uma quermesse criada para obter fundos com a intenção de ajudar a população mais necessitada da cidade.

Nesta quermesse, ocorria a exposição e venda de artesanato, apresentação dos grupos e venda de comidas típicas no mês de janeiro, coincidente com a Festa de Santos Reis.

Assim formalizou-se o Encontro Cultural de Laranjeiras, evento que reúne estudiosos, pesquisadores e brincantes populares de todo o país.

A prefeita do município, Ione Sobral (PTB), afirma que o evento é importante por aliar cultura e turismo, onde a população tem a oportunidade de mostrar o que Laranjeiras tem de melhor.

“Durante a realização do Evento, a cidade de Laranjeiras se transforma no maior pólo de turismo cultural do País.

A nossa gente mostra a riqueza, o nosso patrimônio material e imaterial, o nosso acervo arquitetônico colonial e barroco e a nossa rica e incomparável cultura popular, especialmente, com os seus inúmeros grupos folclóricos, que enchem as nossas ruas e praças de turistas, estudantes, pesquisadores, trazendo divisas para o nosso desenvolvimento local e levando a experiência de viver e conhecer, deslumbrando-se, na capital da cultura popular”.

O evento, que reúne fazedores de cultura de diversas vertentes e que tem como enfoque principal a cultura popular, é uma realização da Prefeitura de Laranjeiras com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura.

A secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, afirma que o Encontro Cultural já é marca do Estado de Sergipe, e que é um evento que apesar dos anos, se mantém vivo e forte na cultura sergipana.

“O Encontro Cultural tem como cenário uma cidade patrimônio, e tem uma programação fixa que adere a uma enorme gama de grupos folclóricos há 35 anos.

Não é pouco, é muita tradição.

E ele permanece forte para o turismo cultural e para o intercâmbio acadêmico, através do simpósio, por isso é sempre muito importante para a Secretaria de Cultura apoiar e valorizar um evento tão rico como este”, completou.

SimpósioDurante a programação do Encontro, ocorre ainda o Simpósio, que distribui conhecimento e saber aos mais variados atores da cultura sergipana que sempre lotam os auditórios.

Este ano, o tema é “Patrimônio Imaterial e a Era Digital”, e as palestras acontecem no Auditório do Campus de Artes da UFS.

Passarão pelo simpósio nomes como Prof.

Dr.

Clérton Martins (UNIFOR-CE / Comissão Cearense de Folclore), Américo Córdula (Secretaria da Identidade e da Diversidade/MinC), Adauto Soares (UNESCO), Zulu Araújo (Fundação Palmares/MinC), João Paulo Marôpo (Fundação Casa Grande, Nova Olinda, CE), entre outros.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Agência Sergipe de Notícias