Izaías Régis denuncia caso de perseguição política em Palmerina (PE)

PTB Notícias 14/05/2009, 7:19


A decisão política de demitir uma prestadora de serviço do posto do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) do município de Palmerina (PE), no agreste do Estado, foi denunciada, ontem, pelo 1° vice-presidente da Casa, deputado Izaías Régis (PTB).

Segundo o parlamentar, a funcionária trabalhava há oito anos na unidade e foi afastada por não ter votado no atual prefeito da cidade.

“A jovem perdeu o emprego por perseguição política.

É inaceitável que pessoas que ocupam cargos políticos usem o poder para prejudicar cidadãos”, enfatizou o petebista, acrescentando que “é preciso trabalhar em benefício do povo, não em prol de determinadas pessoas em troca de voto”.

Um abaixo-assinado realizado em Palmerina obteve 300 assinaturas em favor da funcionária, mas o diretor da empresa EPS Recursos Humanos e Serviços, responsável pela terceirização da mão de obra que atua no posto do INSS de Palmerina, declarou que “nada poderia fazer, pois o aviso prévio tinha sido dado”.

“Não se justifica uma demissão sumária.

Ao ser procurada, a empresa afirmou que não havia como alterar a decisão, uma vez que o gerente do INSS de Garanhuns autorizou a demissão por receio de ser penalizado”, ressaltou o parlamentar.

Régis pediu o apoio do deputado Isaltino Nascimento (PT), que presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais na Saúde e Previdência Social do Estado de Pernambuco (Sindisprev-PE), a fim de tentar reverter o afastamento.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Assembléia Legislativa do Portal Fisepe