Izaías Régis diz que Curso de Enfermagem pode beneficiar Garanhuns (PE)

PTB Notícias 10/05/2009, 12:08


Um apelo para que o Governo do Estado autorize a implantação do Curso de Enfermagem em Garanhuns, no Agreste Meridional, por meio da Universidade de Pernambuco (UPE).

Esse foi o enfoque do pronunciamento do primeiro vice-presidente da Asembléia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Izaías Régis (PTB/PE), na reunião plenária da última quinta-feira (07/05).

O projeto que trata da Graduação está pronto e foi formulado por técnicos da UPE.

Régis ressaltou que, há quatro anos, luta para implementar o curso e atender à demanda da região.

“Somente no Agreste Meridional temos cerca de 703 mil habitantes.

Ao travar esta batalha, conversei com as universidades públicas do Estado, com o Ministério da Educação, entre outras entidades, porque avalio como imprescindível fomentar a criação de emprego.

A região conta com 22 municípios”, frisou.

O parlamentar citou como exemplo o Programa Saúde da Família de Garanhuns, que utiliza serviços de profissionais de outros Estados, como Piauí, Bahia e Rio Grande do Norte.

“Existe essa lacuna na formação de mão de obra local.

Precisamos reverter a degradação econômica e isso só será possível por meio do ensino e da geração de emprego”.

Segundo o petebista, o Agreste Meridional chegou a representar 8% do Produto Interno Bruto do Estado, mas, atualmente, é responsável por apenas 3% do PIB pernambucano.

“Garanhuns está se tornando uma espécie de cidade universitária, mas para consolidar esse título é preciso estimular parcerias, como a que levou o Curso de Engenharia Civil para o município.

Também conseguimos a Universidade Federal Rural de Pernambuco, que, este ano, implantou mais três cursos para o município; a faculdade particular de Medicina e o Curso de Direito.

Em breve, teremos a inauguração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifet), um investimento de R$ 12 milhões, que está sendo construído no terreno de 17 mil metros quadrados cedido pelo Ministério da Aeronáutica”, pontuou.

O petebista ainda agradeceu ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, porque o Ifet estava previsto para 2010, mas a construção foi antecipada para 2008.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do DOE/PE)