Jaqueline Silva propõe debate sobre inclusão de literatura brasiliense no currículo escolar

Agência Trabalhista de Notícias 11/06/2019, 8:25


Imagem Crédito: Divulgação

A Câmara Legislativa do Distrito Federal participou na segunda-feira (10) da programação da 35ª Feira do Livro de Brasília (FeLiB), com audiência pública sobre a inclusão de literatura brasiliense no currículo das escolas públicas do DF. O debate aconteceu no auditório da Biblioteca Nacional.

A adoção de livros produzidos por escritores locais nas salas de aula de unidades de ensino públicas está prevista na Carta Maior do DF, a Lei Orgânica, mas nunca saiu do papel por falta de regulamentação. A questão é uma demanda antiga do setor literário, que argumenta que a prática poderá ter impactos positivos não só do ponto de vista pedagógico como, também, para movimentar a economia criativa, já que envolve escritores, editoras, gráficas e livrarias.

À frente da audiência pública, a deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) é autora de projeto de lei que visa a incluir a produção literária da cidade no currículo de todos os níveis de ensino da rede pública (PL nº 456/2019). De acordo com a proposta, as obras a serem adotadas serão escolhidas por uma comissão especial formada por representantes do governo e da sociedade civil.

“Muito me alegra poder contribuir com políticas para valorizar a literatura local, além de propagar o conhecimento da história de nossa cidade para as crianças e jovens da rede pública”, afirma a petebista.

Com informações da Câmara Legislativa do Distrito Federal