Jeruza Lisboa é aclamada presidente honorária do PTB de Poá (SP)

PTB Notícias 12/07/2012, 10:48


Após deixar a presidência do partido, primeira mulher a ter mandado na história do Poder Legislativo da cidade de Poá, no Estado de São paulo, tem sua trajetória petebista reconhecida pela nova Comissão Provisória da legenda.

A vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB) foi aclamada por unanimidade presidente honorária do partido em Poá.

A decisão partiu da nova Comissão Provisória da legenda como reconhecimento à história da parlamentar dentro da agremiação, da qual faz parte desde setembro de 2007 e que presidiu entre setembro de 2011 e junho de 2012.

Durante a convenção realizada pelo PTB de Poá no dia 29 de junho, na Câmara (rua Antonio Calil, 100, centro), ato que oficializou a participação do Partido nas eleições municipais de outubro de 2012, a petebista foi anunciada presidente honorária da legenda.

A declaração partiu do mais novo presidente da Comissão Provisória da agremiação em Poá, Geraldo Gonçalves Pires, o Geraldinho, que também preside o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados, do Açúcar, da Torrefação e Moagem de Café e do Fumo de São Paulo e Grande São Paulo.

Segundo o sindicalista, apesar de Jeruza ter aberto mão da presidência do PTB, não há como apagar a história que ela escreveu no partido em Poá, bem como sua militância e o seu comprometimento com a legenda: “Um presidente honorário é respeitado por todos os que reforçam as fileiras de uma agremiação.

É alguém por quem todos têm respeito, admiração e consideração.

Neste momento, substituo a vereadora na presidência do partido por deliberação da Executiva Estadual, mas não há como ignorar sua linda trajetória dentro do PTB.

É algo que temos de valorizar.

Desta forma, chegamos ao consenso de aclamá-la presidente honorária.

É, antes de mais nada, um reconhecimento aos seus ideias e esforços.

Sem contar que estamos falando da primeira mulher a ter mandato na história do Poder Legislativo de Poá.

Então, esta condição é de merecimento, sem dúvida alguma”, reitera Geraldinho.

fonte: site do Diretório Estadual de São Paulo