Jesualdo Cavalcanti solicita médicos ao governo federal para Corrente (PI)

PTB Notícias 30/01/2014, 8:54


O prefeito de Corrente (PI), Jesualdo Cavalcanti (PTB), informou na terça-feira (28/1/2014) que irá solicitar mais médicos ao governo federal para o município.

O gestor, que em 2013 divulgou a dificuldade para contratar especialistas de saúde, conta que já solicitou junto ao Ministério da Saúde mais profissionais pelo programa Mais Médicos, do governo federal.

Em Corrente, seis médicos estrangeiros atuam para atender a demanda do Programa Saúde da Família e, segundo o prefeito, mais três deverão ir para a cidade.

“O nível de satisfação é grande.

No início da gestão tivemos dificuldades em encontrar profissionais para Corrente.

Muitos tinham que se dividir entre outros municípios e a população acabava sendo prejudicada.

Os médicos cubanos são dedicados, exclusivamente ao PSF, e não se limitam apenas a cumprir a função básica”, comemora o prefeito.

Segundo Jesualdo Cavalcanti, outra vantagem apontada pela adesão do município ao programa Mais Médicos é a relação custo/benefício.

“A prefeitura fica responsável apenas pela alimentação, transporte e estadia.

O custo é pouco mais de R$ 1 mil”, reitera.

Litígio de Terras com o TocantinsEm entrevista ao Jornal do Piauí, o prefeito de Corrente atribui o litígio de terras e perda de território para o Estado do Tocantins devido a demora da criação de um instituto para defender os interesses do Piauí.

Ele conta ainda que a situação é conflituosa e destaca a necessidade de estradas interligando os dois estados, o que diminuiria consideravelmente a distância .

“A área já estava ocupada por grileiros que adquiriam o terreno e e expandiam sem demarcação, sem permissão.

Muitas famílias foram expulsas da terra porque ficavam isoladas e a construção de uma estrada entre os dois estados facilitaria isso e também tráfego na região”, finaliza Jesualdo Cavalcanti.

PolíticaInterrogado sobre a conjuntura política rumo ao governo do Estado, Jesualdo Cavalcanti limita-se a elogiar os pré-candidatos e revela que só se posicionará quando o cenário for definido.

“São bons candidatos e apoiarei quem tiver projetos para a região Sul.

Não vou aceitar imposição e acredito que devem apresentar mais propostas, ao invés de tantas especulações”, finaliza o prefeito.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Cidade VerdeFoto: Cida Cardoso