João Vicente Claudino coordena primeira reunião da bancada do PI em 2014

PTB Notícias 6/02/2014, 9:00


A primeira reunião do ano de 2014 da bancada federal do Piauí foi realizada na quarta-feira (5/2/2014), em Brasília, na sede da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Na pauta, o relançamento do edital para contratação do estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental do Eixo Oeste da Transposição do Rio São Francisco.

Com a obra final concluída, cerca de 800 mil moradores da chamada fronteira seca do semiárido piauiense devem ser beneficiados.

Segundo o senador João Vicente Claudino (PTB), o estudo de viabilidade é o primeiro passo para viabilizar a construção do Eixo Oeste do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

A obra final custará em torno de R$ 2 bilhões e terá entre 250 e 300 Km de canais interligando os reservatórios de Petrônio Portela, Jenipapo e Pedra Redonda.

João Vicente Claudino informou também que, no final do estudo, será entregue um anteprojeto de engenharia, cumprindo uma etapa imprescindível para que o empreendimento seja candidato a receber investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 3).

De acordo com o presidente da Codevasf, Elmo Vaz, ficou acertado na reunião a prioridade do projeto: fazer chegar água à barragem de Petrônio Portela, em São Raimundo Nonato, onde a situação da insegurança hídrica é a mais crítica.

Ainda segundo Elmo Vaz, o estudo de viabilidade contemplará quatro bacias, dos rios Gurgueia, Itaueira, Canindé e Piauí.

O edital de contratação do estudo deve ser publicado no Diário Oficial da União no mês de abril, e a licitação concluída em junho.

O estudo, que durará um ano, deve começar no mês de julho.

Já o anteprojeto ficará pronto em seis meses, para que a licitação da obra seja realizada até o final de 2015.

Participaram da audiência os senadores Ciro Nogueira, João Vicente Claudino (PTB) e Wellington Dias, os deputados Jesus Rodrigues, Assis Carvalho, Paes Landim (PTB), Osmar Júnior, Iracema Portella, Ciro Nogueira, Marcelo Castro, o presidente da Codevasf, Elmo Vaz, o diretor de gestão de empreendimentos de irrigação, Solon Braga, o gerente de estudos e projetos da companhia, Rodrigo Beneveli, além de outros assessores.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Agência Senado