João Vicente Claudino diz que governo não vai interceder no caso Renan

PTB Notícias 18/09/2007, 14:12


O vice-líder do governo no Senado, senador João Vicente Claudino (PTB/PI), afirmou que o governo não vai interceder nos processos que se seguirão contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Ele considera que o julgamento foi desvirtuado do seu objetivo primeiro e acredita que nos três processos contra Renan que se aproximam “tudo pode acontecer”.

Segundo João Vicente, “o Senado se transformou num Judiciário em uma posição complicada”.

Para ele, o senador Renan Calheiros vai sofrer para responder aos três processos contra ele na Comissão de Ética do Senado.

“Existe um julgamento político e muitos fatores.

Fica arranhada a imagem no Senado com tudo isso”, comentou.

Sobre a não interferência do governo na votação da semana passada, ele insiste que “ninguém (do governo) fez contato com outros senadores para fechar posição”, disse.

O senador explicou que existe um rito processual e os senadores têm que se ater a técnica processual para julgar.

“O senador Renan ainda pode ser punido.

A resposta não é só pela pressão social.

A resposta tem de ser técnica e justa.

Ainda faltam três processos e não devem ser cometidas falhas como aconteceu no último, em que se desvirtuou o objetivo da ação”, alertou João Vicente.

Para o senador, a intenção era provar que havia um lobista pagando as despesas do senador.

“Não se conseguiu provar isso.

Aí foram colocados na defesa do senador documentos para comprovar a renda, o que gerou um imbróglio jurídico muito grande”, observou.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do G1)