João Vicente Claudino é favorável ao fim das coligações proporcionais

PTB Notícias 21/12/2011, 8:01


O Senador João Vicente Claudino (PTB-PI) é favorável ao fim das coligações proporcionais e muitas outras mudanças contempladas dentro da reforma política.

Em entrevista concedida na redação do Portal GP1 o senador falou sobre os diversos aspectos que envolvem a reforma política nacional e defendeu que as escolhas do povo devem ser respeitadas com regras eleitorais que mantenham soberana a decisão popular expressada nas urnas.

Portal GP1 – O senhor é a favor do fim das coligações proporcionais?João Vicente Claudino – Sou favorável ao fim das coligações proporcionais porque acredito em uma reforma política que fortaleça os partidos políticos, nós temos que fazer uma reforma política onde o povo entenda o papel de um partido político, pra que serve um partido político? Pra que servem os representantes, qual o papel de um vereador, qual o papel de um deputado estadual, federal, um senador, que não haja essa crise de legitimidade de representação, quer dizer, o povo elege, porque todos os que estão nessas casas [legislativas] e nos executivos [governos federal, estadual e municipal] foram eleitos pelo povo, ninguém chegou lá de maneira indireta, foi direta, foi escolha do povo.

E às vezes após a eleição o povo se sente traído quando não vê sua própria escolha, certo? E não se sente representado por essas pessoas além de não entenderem porque seu candidato com muitos votos não entra e o que teve poucos votos entra na vaga.

Portal GP1 – O senhor é contra ou a favor do voto facultativo?João Vicente Claudino – Sou a favor do voto facultativo, o voto tem que ser um direito, você tem que ter o direito de escolha, de cabeça erguida, sabendo que é importante pra você, você não pode ver um voto como uma penalidade, uma obrigação, você vai porque é obrigado, você chega lá e vota até no deboche, com antipatia aos políticos, à eleição, não, você tem que ir sabendo que você é cidadão através do voto, você está discutindo não é meramente o mandato de uma pessoa, está discutindo o seu futuro, então o voto tem que ser facultativo.

Sou a favor também do fim da reeleição, inclusive tem um projeto no senado de emenda constitucional com um mandato de 5 anos pra todo mundo, sou a favor de ter só dois senadores pra cada estado, porque esse terceiro senador foi criado na ditadura, no governo militar, que era o senador biônico, antes só tinham os dois senadores, então é importante ter só dois senadores por cada estado também.

Portal GP1 – E sobre o voto em lista partidária e voto distrital? Qual a sua opinião?João Vicente Claudino – Na verdade nós temos que ter uma reforma e outras coisas, sou contra o voto em lista, sou contra o voto distrital, eu acho que nós não estamos prontos para discutir o voto distrital ainda, certo? Pode ser uma experiência mais à frente, de mais de uma década ou mais pra que a gente possa discutir isso.

Uma coisa de cada vez, nós temos que evoluir gradativamente, mas se nós fizermos determinadas reformas aí já são um passo muito importante pra isso.

Sou contra a lista partidária porque eu sou contra qualquer voto que não seja escolha direta do povo, então quando um partido internamente escolhe uma lista e quer empurrar “guela” abaixo essa lista ao cidadão aí sou contra.

Portal GP1 – Seria mais ou menos como nas coligações, né? João Vicente Claudino – Isso, você às vezes o partido é uma pessoa só, aí você pega os votos de outras pessoas de outros partidos da coligação partidária e se elege com os votos que na verdade nem são seus, né? Outra coisa que sou contra é de financiamento público de campanhas, pois o governo já financia os partidos políticos através do fundo partidário.

Então se nós não temos uma educação eficiente, uma saúde que atenda bem a nossa população, como é que nós vamos ter coragem de tirar dinheiro desses programas pra financiar campanha política? O que nós temos que ter é um sistema transparente de quem doa para campanha política.

Porque que está doando? Está doando com um espírito público de querer eleger pessoas que venham a fazer da sua atuação política algo que orgulhe aquele povo, tem que ser feito é esse trabalho Portal GP1 – Então o senhor acha que o melhor é melhorar esse sistema que está aí?João Vicente Claudino – O melhor é melhorar esse sistema de fiscalização, de doação, do que tirar dinheiro de programas de investimentos públicos pra financiar campanhas políticas, isso não tem senso nenhum pra uma coisa dessas, de maneira alguma.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Jornal de Luzilândia