Jocelito Canto quer proibir transporte de lixo entre cidades do Paraná

PTB Notícias 30/11/2009, 11:06


O projeto de lei de autoria do deputado estadual Jocelito Canto, do PTB do Paraná, que proíbe o transporte de resíduos sólidos de origem doméstica pública, hospitalares e industriais pelas rodovias e ferrovias do Paraná, entre cidades com distâncias superiores a 80 quilômetros do município de origem, está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembléia Legislativa paranaense, e deve receber parecer favorável por parte de relator.

A iniciativa do parlamentar petebista é evitar que o lixo de Curitiba seja enviado para Ponta Grossa.

Segundo Canto, cada cidade deve buscar alternativas de destinação do lixo.

O deputado apresentou o projeto de lei em junho deste ano, quando foi levantada a possibilidade de levar o lixo produzido na capital paranaense aos Campos Gerais.

“Apresentamos uma lei evitando que o lixo de Curitiba seja enviado para Ponta Grossa.

O projeto está na CCJ e não foi apreciado ainda pelo relator, mas acredito que haverá um parecer favorável.

Este projeto é importante, porque impossibilita que uma cidade receba o lixo de outra.

Quando começou essa discussão sobre lixo, nos antecipamos e fomos buscar uma medida efetiva para tratar do assunto”, disse Canto.

Na avaliação de Canto, os administradores da capital não pensaram no problema do lixão, principalmente pela atual limitação do aterro da Cachimba, cuja desativação está prevista para o início de 2010.

“Tivemos prefeitos de Curitiba engenheiros, arquiteto que não pensaram nesta questão do lixo.

E agora temos esta situação.

Por isso continuo defendendo que cada cidade deva cuidar do seu lixo”.

Álcool gelAinda no pronunciamento no Grande Expediente da Assembléia Legislativa, o parlamentar afirmou que o uso do álcool gel, como recomendação do Ministério da Saúde para evitar a transmissão da gripe suína, beneficiou a atividade política.

“Alguns políticos que cumprimentavam o povo corriam depois para lavar as mãos ou limpar com álcool.

Agora, com a recomendação do Ministério, não há mais problema.

O político já leva até um frasquinho de álcool no bolso para resolver a questão.

Tira da gravata e pronto, passa o gelzinho e fiz que foi recomendação contra gripe suína”, brincou Canto.

fonte: site da Assembléia Legislativa do Paraná