José Auricchio Júnior anuncia reajuste de 6,3% a servidores de S.Caetano

PTB Notícias 2/06/2011, 7:51


Os 6.

036 servidores de São Caetano (SP) conquistaram ontem, 01/06, 6,3% de reajuste.

O valor corresponde à variação do índice do INPC/IBGE acumulado de abril de 2010 a abril de 2011.

O prefeito José Auricchio Júnior (PTB) disse que o reajuste foi uma “tentativa de diminuir a perda salarial, uma vez que existe possível inflação rondando.

Sobretudo para a classe trabalhadora mais simples, com salários menores”.

Por isso, elevou “sobremaneira o piso salarial da categoria.

“O reajuste será retroativo a 1º de maio.

Também haverá aumento no menor piso do Executivo, que passa de R$ 1.

100 para R$ 1.

300 e deverá beneficiar diretamente 2.

400 funcionários.

Contudo, ficam de fora os cargos comissionados, diretores, assessores e secretários.

Alguns benefícios tiveram aumentos inferiores a R$ 10.

O vale-transporte subiu de R$ 121,78 para R$ 129,45, enquanto a cesta básica do funcionalismo foi reajustada de R$ 146,29 para R$ 155,51.

O risco de vida dos guardas-civis municipais passou de R$ 760 para R$ 810.

Os professores também terão reajuste em suas horas-aula.

Para os professores de nível 1 (1º ao 5º ano), o valor a ser pago passa de R$ 7,15 para R$ 7,60.

Para os de nível 2 (de conhecimento específico), o aumento vai de R$ 7,86 para R$ 8,35 a hora-aula.

Prestação de Contas A Prefeitura realizou ontem, na Câmara, audiência pública de prestação de contas, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal – Lei Complementar 101/00).

O primeiro quadrimestre do ano apresentou boa arrecadação.

Da previsão de arrecadação do ano que é de R$ 645 milhões, quase R$ 287 milhões já entraram para os cofres do Executivo nesses quatro primeiros meses.

De acordo com o presidente da comissão mista permanente, vereador Fábio Palácio (PR), isso é explicado pela arrecadação de impostos como IPTU (R$ 63,7 milhões), IPVA (R$ 32,9 milhões) e ISS (R$ 40,2 milhões).

Palácio afirmou que os resultados, mesmo satisfatórios, já eram esperados pelo governo.

Porém, disse que não há como falar em superavit neste momento, pois é melhor fechar o ano.

Se comparado com o mesmo período do ano passado houve aumento de aproximadamente R$ 46 milhões.

As despesas com pessoal caíram.

Passaram de R$ 99 milhões para R$ 72,8 milhões.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Diário do Grande ABC