José Geraldo defende a federalização do Hospital de Doenças Tropicais

PTB Notícias 23/08/2013, 7:36


O deputado José Geraldo (PTB) se pronunciou na quinta-feira (22/8/2013), em sessão plenária na Assembleia Legislativa, para defender a aprovação urgente do Projeto de Lei Complementar Nº 1, de 11 de abril de 2013, de autoria do governador do Tocantins.

O projeto, que se encontra na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Casa de Leis, extingue a Fundação de Medicina Tropical e o Hospital de Doenças Tropicais do Tocantins (HDT) de Araguaína, tendo como objetivo conferir maior abrangência à Universidade Federal do Tocantins (UFT) no implemento das ações de ensino, pesquisa, programa de residência médica, entre outras.

Para José Geraldo, a aprovação desse projeto consolidará Araguaína como pólo de saúde.

“Temos um exemplo concreto e de sucesso que a federalização pode resolver muitos problemas, como foi o caso da Unitins que se tornou UFT.

Uma extraordinária instituição, que hoje dá a sua contribuição para a educação de qualidade no Tocantins.

Acredito que federalizar o HDT e torná-lo universitário, um centro de pesquisas, é uma forma de resolver grande parte dos problemas da saúde no nosso estado, com recursos federais”, disse.

Segundo o petebista, o Tocantins recebe pacientes de outros estados e têm gastado mais do que pode com a área da saúde, “por isso se o governo federal chegar com recursos para esse Hospital de Araguaína, teremos condições de melhorar o atendimento no HGP e em tantos outros hospitais do estado”.

Diante de alguns questionamentos, o deputado também propôs uma emenda impondo regras à Universidade para gerir o Hospital, de forma que havendo desvio de finalidade, o HDT volta a ser de responsabilidade do governo do estado.

Na presença do reitor da UFT, Márcio da Silveira, o petebista solicitou a urgência na aprovação do projeto devido o prazo de 31 de agosto como limite para inserir recursos no orçamento da União.

José Geraldo finalizou sua fala conclamando os nobres pares para a aprovação urgente do projeto: “É aqui que o cerrado e a Amazônia se encontram.

É aqui que estão as origens para tornar o HDT de Araguaína, um centro de pesquisa e referência em doenças tropicais do Brasil”.

O pronunciamento gerou discussão entre os demais pares, alguns demonstrando favoráveis outros contra.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Surgiu