José Múcio toma posse como ministro de Relações Institucionais

PTB Notícias 27/11/2007, 9:10


Ao tomar posse como ministro da Secretaria de Relações Institucionais, o deputado federal José Múcio (PTB/PE) voltou a afirmar que está assumindo a pasta com “profundo senso de responsabilidade” e dará continuidade ao diálogo permanente com todas as forças políticas do país, dentre elas, prefeitos e governadores e parlamentares.

Afirmou também que aprovar a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) é dever de todos.

“Ao continuar a participar de vossa equipe [do presidente Luiz Inácio Lula da Silva], agora como ministro, agradeço pela confiança em mim renovada.

Desejo contribuir ao lado dos demais ministros com a implementação da agenda de desenvolvimento de seu governo”, disse Múcio, que até então era líder do governo na Câmara.

Sobre a possibilidade de o presidente Lula atuar mais ativamente junto a senadores pela prorrogação CPMF, José Múcio respondeu que essa é uma tarefa de todos.

“A CPMF, todos precisamos entrar em campo.

Acho que é uma matéria do país, da sociedade.

Não é uma matéria de partidos políticos, de quem é contra ou a favor do governo.

Você pode até ser contra o governo, mas você não pode ser contra o país.

“E negou que o fato de o presidente estar disposto a trabalhar pela aprovação dessa matéria demonstre fragilidade na coordenação política do governo.

“Não acho, em hipótese nenhuma.

Se o presidente está disposto, como ele diz que vai trabalhar, ele sabe, como gestor do país, da responsabilidade que existe na aprovação da CPMF.

São R$ 40 bilhões, dinheiro imprescindível para o país”, disse José Múcio.

A PEC da CPMF está tramitando no Senado.

Para garantir os cerca de R$ 40 bilhões que o governo estima arrecadar com o imposto em 2008, é preciso aprová-la em dois turnos no plenário da Casa até o dia 31 de dezembro.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Agência Brasil)