José Sperotto inaugura hospital 100% SUS com destinação inicial à Covid-19

Agência Trabalhista de Notícias 22/07/2020, 8:05


Imagem

O Hospital Berço Farroupilha, em Guaíba (RS), foi inaugurado na terça-feira (21), com a presença da secretária da Saúde do Rio Grande do Sul, Arita Bergmann, e do prefeito da cidade, José Sperotto (PTB-RS). O novo espaço conta com 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e 30 leitos clínicos. Neste momento de pandemia, todos serão destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19.

O novo hospital será 100% SUS e oferecerá serviços de baixa e média complexidade. Os repasses mensais serão nos valores de R$ 385 mil do Governo do Estado, mais R$ 480 mil para custeio dos leitos de UTI até a habilitação pelo Ministério da Saúde. Além disso, haverá repasse de cerca de R$ 115 mil da prefeitura de Guaíba. O contrato é do Estado com a administradora do hospital, Associação Mahatma Gandhi, instituição sem fins lucrativos selecionada pelo município. Até agora, a instituição funcionava apenas como Pronto Atendimento.

“A minha felicidade é indescritível. Acreditei e trabalhei muito para esse momento. São 40 leitos, sendo 10 UTIs. É o primeiro hospital 100% SUS da história de Guaíba. Após 93 anos, finalmente chegou!”, comemorou o prefeito José Sperotto.

“Neste momento, será um hospital Covid-19, vai salvar vidas. E, depois, virão novas vidas, pois será um hospital maternidade”, salientou o gestor.

“Queremos parabenizar a gestão do prefeito Sperotto e toda a sua equipe e agradecer a parceria da comunidade e da iniciativa privada para inaugurarmos esse hospital”, afirmou a Secretária de Saúde do RS, Arita Bergmann. “Enquanto esses leitos não recebem habilitação do Ministério da Saúde, vamos disponibilizar recursos estaduais para custear o serviço oferecido aqui. Após a pandemia, o Hospital Berço Farroupilha terá maternidade e outras especialidades clínicas”, pontuou.

O nome do hospital é uma alusão ao fato de Guaíba ser o local onde iniciou a Revolução Farroupilha.

Com informações da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul e do Correio do Povo