Josué Bengtson: distritão é a melhor forma de modernizar processo eleitoral brasileiro

Agência Trabalhista de Notícias - 10/08/2017, 7:03

Créditos: João Ricardo/Liderança do PTB na Câmara

Imagem

Com as eleições do próximo ano se aproximando, a reforma política volta à pauta da Câmara dos Deputados com duas comissões analisando propostas referentes ao tema. As mudanças nas regras eleitorais precisam ser aprovadas um ano antes das eleições marcadas para outubro de 2018.

Por esse motivo, o deputado Josué Bengtson (PTB-PA) acredita que, neste ano, não será possível aprovar uma reforma política ampla, apenas uma reforma eleitoral. Na opinião do parlamentar, o chamado “distritão” é o melhor caminho para modernizar o processo eleitoral brasileiro.

Nesse sistema, são eleitos deputados federais, estaduais e vereadores os candidatos mais votados no distrito eleitoral, por maioria simples, não importando mais o coeficiente partidário.

“O eleitor gosta quando a gente explica o que é o distritão. Para eles é o ideal, porque o povo brasileiro não vota em partido, vota no candidato. Então, o pensamento do distritão é: os tantos mais votados de acordo com o número de vagas no estado são os eleitos”, explica Bengtson.

Partidos

O deputado também acha essencial para a democracia a diminuição do número de partidos. Para que isso ocorra, defende a adoção de uma cláusula de barreira. A cláusula é uma norma que impede ou restringe o funcionamento ao partido que não alcançar determinado percentual de votos na Câmara dos Deputados.

“É uma maneira de enxugarmos essa exorbitância de partidos políticos que, no fim, inviabiliza até o próprio governo. Como é que se governa com 25 partidos? Isso não existe em lugar nenhum no mundo”, protesta o parlamentar.

Bengtson argumenta que, nos Estados Unidos, por mais que existam vários partidos, o poder é exercido majoritariamente pelos dois maiores: o Partido Republicano e o Partido Democrata. Ele acredita que, também no Brasil, esse sistema funcionaria bem.

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados