Josué Bengtson solicita a aprovação do novo Código Florestal brasileiro

PTB Notícias 11/04/2011, 18:32


O deputado federal Josué Bengtson, do PTB do Pará, pediu, em discurso no Plenário da Câmara na última quinta-feira (07/04/2011), a aprovação do Substitutivo do Deputado Aldo Rebelo, do PCdoB de São Paulo, ao Projeto de Lei nº 1.

876, de 1999, que pretende revisar o Código Florestal brasileiro.

O parlamentar lembrou ainda que não somente ele, mas os produtores rurais, como os mais de 20 mil que ocuparam a Esplanada dos Ministérios na terça-feira passada (05/04/2011), apóiam a ratificação da propositura.

“Eles apresentaram ao País o abril da agricultura, o abril da paz, o abril branco: o abril de quem produz.

Cobraram com toda a justiça a votação de um projeto que está pronto para ser apreciado por esta Casa.

” Bengtson acrescentou que a reivindicação vinda do campo é legítima, porque não é possível sustentar o quadro atual.

“A legislação em vigor tem quase 50 anos.

Prejudica os produtores rurais e colabora para construir um cenário de insegurança jurídica”, frisou.

Segundo o deputado, o vigente Código Florestal sofreu mudanças desde a sua promulgação, em 1965, e não foram discutidas com os brasileiros.

E atesta que contribuíram apenas para criminalizar os próprios agricultores.

Para ele, os produtores rurais do país têm sido submetidos a um linchamento verde”, situação que considera que vige como “uma ditadura ambientalista e que ninguém pode contestá-la”.

“O novo Código Florestal foi debatido durante meses e está pronto para ser votado.

Ele leva em conta o desenvolvimento sustentável e está de acordo com a realidade econômica dos produtores familiares”, destacou Bengtson, defensor do “momento de definição” da aprovação do novo Código.

“Vamos trazê-lo para o Plenário e vamos aprová-lo.

Precisamos resgatar a dignidade dos nossos produtores rurais.

“Agência Trabalhista de Notícias (Felipe Menezes)