Josué defende renegociação do crédito rural em caso de danos climáticos

Agência Trabalhista de Notícias 1/04/2016, 9:03


O deputado Josué Bengtson (PTB-PA) defendeu a renegociação das dívidas do crédito rural de produtores prejudicados por secas ou excesso de chuvas, ao comentar as negociações entre parlamentares e representantes do governo para estender a renegociação de dívidas do crédito rural para cidades atingidas pela seca que hoje não fazem parte do semiárido.

Está em análise no Congresso Nacional a Medida Provisória 707/15, que suspende até 31 de dezembro de 2016 o envio das operações de crédito em atraso para inscrição em dívida ativa e para cobrança judicial, mas apenas para agricultores do semiárido e para dívidas contraídas até 2006.

“A agricultura é um ciclo.

No momento em que há uma estiagem ou qualquer problema climático, a safra está irremediavelmente perdida.

Consequentemente, por parte dos bancos credores, tem que haver a renegociação e a possibilidade de estender a dívida para outro ano, para que o produtor possa de novo plantar e ter a sua safra”, afirmou Bengtson.

O parlamentar também destacou a importância do seguro agrícola.

Neste ano, o Ministério da Agricultura destinará R$ 400 milhões para a safra 2016/2017.

Esse montante é 41% maior que o desembolsado pelo ministério no pagamento das apólices de 2015 (RS 282,3 milhões).

Por outro lado, os recursos disponíveis estão 46% abaixo do esperado, que era de R$ 700 milhões.

“Nós debatemos, na Frente Parlamentar da Agricultura, a redução do valor do seguro rural.

Isso aí gerou muitos problemas e poucas pessoas receberam o seguro rural na hora da necessidade.

Por isso, sou plenamente favorável a que o governo renegocie as dívidas.

Parabenizo a iniciativa, porque, se houver a perda de uma safra, como esse lavrador vai sobreviver até a próxima colheita? Tem que haver, sim, refinanciamento, um seguro e a proteção para quem produz”, declarou Josué Bengtson.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos DeputadosFoto: Jotanic/Câmara dos Deputados