Josué explica motivos que levaram população a não querer divisão do Pará

PTB Notícias 26/01/2012, 7:42


Em entrevista para a Rádio Câmara, o deputado federal Josué Bengtson, do PTB paraense, afirmou que a proposta de divisão do Pará não foi aprovada pela população porque representou um erro estratégico.

O deputado explicou que da forma como foram propostos, os dois novos estados, Carajás e Tapajós, ficariam com a maior parte do Pará abrigando somente um terço da população.

“Dois terços da população do Pará ficariam em uma área de 17 por cento do estado e 83% do estado com suas florestas, seus rios, suas jazidas minerais, as duas grandes hidrelétricas, a estrada de ferro Carajás, 83% do território do Pará ficaria dividido para um terço da população.

Houve um erro de princípio e o povo do Pará reagiu.

O Pará que hoje é exportador de energia, seria importador.

O Pará que hoje exporta minério, não teria minério para exportar”, disse o deputado petebista.

Josué Bengtson afirmou que agora, depois do “não” da maioria do povo do Pará, o governo do estado deve encaminhar investimentos para as regiões distantes da capital.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM), com informações da Rádio Câmara