Julio Pinheiro afirma que Câmara de Cuiabá deseja diminuir abismo social

PTB Notícias 11/06/2011, 6:57


Caso o Programa Regularizar, idealizado pela Câmara de Cuiabá (MT), consiga conceder um único título definitivo, já terá valido a pena.

A tese partiu do presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Júlio Pinheiro (PTB), ao avaliar que, historicamente, a regularização fundiária da cidade foi tratada como pouco caso ou nunca esteve no rol de prioridades.

Ele destaca a determinação de todos os parlamentares municipais, em parceria com o prefeito Francisco Galindo Filho (PTB) e o governo de Mato Grosso, através do Instituto de Terras do Estado (Intermat), em enfrentar o problema sem “jogar para baixo do tapete”.

Embora a projeção inicial do Programa Regularizar seja de assegurar titulação definitiva de posse da terra para mais de 30 mil imóveis, Júlio Pinheiro observa que, se houver apenas um beneficiado, a ação do Poder Legislativo já não terá sido em vão.

“Lógico que a idéia é atender o maior número possível de famílias.

A simples manifestação da vontade política de acertas já é um avanço”, pondera Pinheiro.

O vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Arnaldo Penha (PMDB), recorda que, durante décadas, a ocupação desordenada provocou o atual modelo de cidade que existe.

“Cuiabá cresceu com dezenas de invasões de bairros, inclusive nas proximidades da área central, como Alvorada e Pedregal”, justifica Penha, ao defender o Programa Regularizar.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal O Documento