Jurandir Maciel e agricultores elencam metas para suprir falta de energia

PTB Notícias 31/05/2013, 19:55


Com pouco mais de 3% do território brasileiro, o Rio Grande do Sul abriga 6% da população, gera um PIB de US$ 90 bilhões, é o maior produtor de grãos do país, conforme dados da Secretaria de Agricultura do Estado (Seapa), que menciona ainda que a metade norte do Estado tem um grande potencial agrícola e é conhecida como a região da produção.

Segundo a Seapa, nos últimos 10 anos houve um comprometimento do potencial produtivo das lavouras gaúchas de 70%, fazendo com que a necessidade de irrigação suplementar às culturas varie de 80 a 300 mm.

Atualmente, a região da Grande Santo Ângelo enfrenta um déficit energético considerável.

Não há energia para suprir as necessidades das lavouras com a implantação de novos pivôs de irrigação.

Responsável pela distribuição de Energia no norte do Estado, a Rio Grande Energia (RGE) justificou que o houve um grande crescimento da carga em Santo Ângelo e região, no ano de 2010, o que sinaliza que há necessidade de ampliação da SE Santo Ângelo 2 para a inclusão de mais um transformador de 25 MVA e módulos para alimentadores de energia.

O deputado Jurandir Maciel (PTB) vem lutando ao lado dos agricultores, há alguns meses, para que seja suprida esta deficiência energética com a maior brevidade.

Na quarta-feira (29), o parlamentar participou de reunião com o Comitê de Irrigação e Energia, na Sede do Sindicato Rural de Santo Ângelo.

Este Comitê é resultado de uma proposta levada pelo parlamentar em audiência pública realizada em Santo Ângelo, em março deste ano.

Para o deputado Jurandir Maciel, a reunião foi muito produtiva, pois foi possível elencar as demandas represadas da Região.

“Juntamente com os produtores rurais, sindicato e RGE definimos os interesses do grupo, que é sanar a deficiência energética da região”, ressaltou Jurandir.

Na reunião, foi acordado que o sindicato rural fará visitas a todos os produtores rurais para fazer um levantamento de todas as demandas referentes à falta de energia nas propriedades, para ser apresentado ao Governo do Estado nos próximos 15 dias.

fonte: site do PTB – RS