‘Justiça social é dinheiro no bolso do trabalhador’, afirma PTB

PTB Notícias 21/05/2015, 20:47


O Partido Trabalhista Brasileiro exibiu nesta quinta-feira (21/5/2015) sua propaganda partidária semestral em rede nacional de rádio e televisão.

Com duração de dez minutos, o programa foi apresentado pela presidente nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil (RJ), e contou com a participação de lideranças do partido.

Na propaganda, o PTB criticou o governo federal pelo descontrole das contas públicas e garantiu aos ouvintes e telespectadores que a legenda trabalhista é contra o aumento de impostos que a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff tenta implantar.

“Os impostos são dinheiro que sai do seu bolso para o governo fazer obras e serviços que deveriam garantir uma vida melhor para todos.

Mas cadê a saúde? Cadê a segurança? Cadê a educação? O governo, que já torra o seu dinheiro, agora diz que vai precisar de ainda mais, e está querendo mais dinheiro do trabalhador.

Ninguém aguenta mais essa situação”, afirmou Cristiane Brasil.

No programa, o PTB explicou que o governo federal não tem outra fonte de recursos a não ser o dinheiro que tira do trabalhador por meio dos impostos.

O partido, na propaganda, falou também sobre o deficit público, que é a diferença entre o que o governo arrecada e o que gasta.

“Deficit público é a dívida que o governo faz.

Agora, se você estivesse com dívidas, faria o que todo mundo tem que fazer, que é cortar despesas.

Mas o governo não quer cortar despesas, cortar mordomias, cortar ministérios.

Ele quer passar a conta para outro pagar.

E você sabe quem é esse outro? É você [brasileiro]”, disse a presidente do PTB.

O deputado Ronaldo Nogueira (RS) lembrou que o atual governo, ao contrário do que havia prometido nas Eleições 2014, aumentou a conta de luz no início deste ano de 2015.

Nogueira citou também como promessa descumprida o aumento no preço da gasolina.

“E agora querem aumentar outros impostos.

Mexeram nos seus direitos trabalhistas e mexeram até na sua aposentadoria”, finalizou.

O vice-presidente nacional do PTB, deputado Benito Gama (BA), também esteve presente no programa.

Ele também fez duras críticas aos excessos cometidos pelo governo.

“O governo não tem outra fonte de recursos que não seja o seu dinheiro, que você ganha com o seu próprio trabalho.

Não existe essa coisa de “dinheiro público”.

O dinheiro é seu.

Ouviu falar em déficit público? É seu dinheiro também.

Ouviu falar em aumento de impostos? É o seu bolso que vai ficar mais magro”, acrescentou Benito.

“Hoje a situação está no limite.

Nós pagamos uma das maiores cargas tributárias do mundo”, complementou o deputado Nilton Capixaba (RO).

O PTB apontou também que, mesmo diante da alta carga tributária que cobra, o governo “não consegue fazer o básico” em prol dos brasileiros.

De acordo com o PTB, isso acontece porque o governo está gastando demais.

Segundo estudos, o Brasil, pelo quinto ano consecutivo, entre vários países, tem o pior retorno em serviços como saúde, educação e segurança.

“Vá a um mercado, a uma feira, veja as notícias ou mesmo converse com um vizinho para ficar sabendo das coisas terríveis pelas quais o Brasil passa hoje”, sugeriu o secretário de Mobilização Nacional e Articulação Política do PTB, Anderson Xavier.

“E ainda tem gente que diz que é tudo mentira, que está tudo bem, que é a imprensa que mente para a população.

Pode saber: quem nega o que está acontecendo, está atolado até o pescoço.

E são essas pessoas que mentem, que manipulam, que querem acabar com a imprensa livre”, completou.

No programa, o PTB garantiu também que continuará firme na defesa dos direitos do trabalhador.

O deputado Arnaldo Faria de Sá (SP) recordou, por exemplo, que antes das eleições do ano passado, a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou que, se reeleita, não mexeria nesses direitos “nem que a vaca tussa” e agora, frisou Arnaldo, põe a culpa do ajuste fiscal proposto pelo governo em cima do trabalhador.

“Por isso queremos mudar o fator previdenciário para a fórmula 85/95, uma garantia para sua aposentadoria, já que a Previdência, no ano passado, teve um saldo positivo de R$ 54 bilhões”, afirmou Arnaldo Faria de Sá, autor da emenda aprovada no último dia 13, na Câmara dos Deputados, à Medida Provisória (MP) 664/14 que dá alternativa ao trabalhador, na hora da aposentadoria, de aplicar a chamada regra 85/95 em vez do fator previdenciário.

O PTB salientou ainda aos ouvintes e telespectadores que o governo tem o dever de garantir que o dinheiro arrecado por meio dos impostos seja bem gasto com os mais de 200 milhões de brasileiros.

Entretanto, afirmou o PTB, essa não é realidade vista hoje no país.

“O governo tem que proteger o dinheiro dos cidadãos, mas não protege, porque acha que o dinheiro é dele, só porque ganhou a eleição.

Mas não adianta ganhar a eleição com mentiras, não adianta ganhar a eleição com falsas promessas.

Promessas que, você sabe, ele não vai poder cumprir”, ressaltou o vereador Douglas Martinho, de Cidade Ocidental (GO).

“O PTB é contra esse modelo de governo que está aí: gastador e inchado.

O PTB defende você, trabalhador, trabalhadora, e quer que você fique com a maior parte do que vale o seu trabalho, porque você sabe cuidar do seu dinheiro muito melhor que o governo.

A mulher é a primeira a saber se o país não vai bem.

E é ela quem sente o peso dos preços da feira, sente o abandono da saúde e da educação”, acrescentou a presidente nacional do PTB Mulher, Marlene Campos Machado.

O PTB exemplificou ainda que nenhum país se desenvolveu cobrando dos cidadãos mais do que eles podem pagar.

O deputado Josué Bengtson (PA) enfatizou: “E é exatamente o que está acontecendo no Brasil agora.

Somos um país onde o governo é rico, mas o povo é pobre”.

Josué Bengtson falou também sobre o PTB, que completou 70 anos no dia 15 de maio, e o presidente Getúlio Vargas, patrono do partido.

Getúlio tinha como preocupações fundamentais o desenvolvimento nacional e a proteção social do trabalhador.

Por isso, frisou Bengtson, Getúlio criou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e mecanismos de defesa dos direitos trabalhistas que funcionam até os dias de hoje.

“Por isso, o PTB e o trabalhismo defendem quem trabalha.

“”Estes são os motivos pelos quais o PTB é contra qualquer aumento de tributos, contra qualquer alteração nos direitos do trabalhador.

O governo tem que aprender a manter as suas contas em dia.

Toda empresa tem que fazer isto, toda dona de casa faz.

Então, se a arrecadação de impostos não dá para pagar as despesas, que se cortem as despesas do governo, que acabem com a roubalheira.

Mas jamais, jamais avançar sobre o seu dinheiro.

Porque para nós do PTB, a verdadeira justiça social é dinheiro no bolso de quem trabalha”, concluiu a presidente Cristiane Brasil.

(https://www.

youtube.

com/watch?v=uJjjRVcoq1U&feature=youtu.

be” target=”_blank) Clique aqui e assista à propaganda partidária do PTB.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM e FM)