JVC lamenta recorde de mortes por acidentes com motos em Picos (PI)

PTB Notícias 20/04/2011, 6:57


Citando estudo sobre violência no trânsito publicado pelo jornal O Globo na semana passada, o senador João Vicente Claudino (PTB-PI) disse nesta terça-feira (19/04), no plenário, que se surpreendeu ao saber que o município piauiense de Picos, o terceira maior do estado, ficou em primeiro lugar em todo o Brasil no índice de mortes (43,8 mortes por 100 mil habitantes) causadas por acidentes com motocicletas.

O senador disse que o pesquisador Júlio Jacobo, autor do estudo, revela que,como as mortes por acidente motociclístico cresceram 754% em todo o país, esse tipo de ocorrência já pode ser considerada uma epidemia em Rondônia, Roraima, Tocantins, Paraíba, Santa Catarina, Brasília, Mato Grosso e Piauí.

João Vicente Claudino disse ter verificado que não existe uma organização do trânsito na cidade de Picos, que ainda não conta com um departamento de trânsito municipal.

Além disso, a conservação das vias urbanas deixa a desejar e o atendimento ao acidentados é ainda pior.

Ele assinalou que também não viu qualquer atuação do governo estadual, apesar de existir uma estrutura local do Detran-PI, como campanhas educativas de trânsito.

João Vicente Claudino lembrou que há dois anos foi relator setorial da área da saúde do Projeto de Lei Orçamentária, tendo garantido uma emenda para a construção do novo Hospital Regional de Picos.

No entanto, lamentou o senador, o governo do estado não registrou o projeto do hospital no Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, medida necessária para viabilizar a destinação dos recursos do orçamento para a obra.

O senador Wellington Dias (PT-PI), que era o governador do Piauí à época, disse, em aparte, que espera do governo Dilma Rousseff a liberação dos recursos necessários à conclusão de obras em andamento.

Ele defendeu a venda da motocicleta com um capacete como acessório obrigatório, equivalente ao macaco no automóvel.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações da Agência Senado