JVC quer garantir o funcionamento do porto de Luís Correia no Piauí

PTB Notícias 25/04/2009, 17:41


O senador João Vicente Claudino (PTB) comentou que a inclusão de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no estado do Piauí deve partir do entendimento do ministro de cada pasta.

Ele e o deputado federal Júlio César Lima (DEM) estiveram no Ministério dos Transportes para incluir a BR-235 no PAC.

João Vicente quer incluir mais obras no PAC e garantir o funcionamento do porto de Luís Correia.

A rodovia é muito importante para o estado.

Segundo João Vicente, só existe uma rodovia federal no Estado que foi inclusa no PAC, a BR-135.

Foram colocados R$ 70 milhões no Orçamento para a BR-235.

A obra toda vai custar mais de R$ 400 milhões.

“Se formos viver das emendas, não tem condições de realizar esta obra.

É muito importante que esta obra seja incluída no PAC.

Mas existe muita burocracia”.

O senador disse que conhece a realidade da região e da necessidade da rodovia de Santa Filomena a Gilbués e de Santa Luz a Caracol.

“Isso vai fazer com que o fluxo da região, dos grãos, e do fosfato das minas, ao invés de percorrer 400 quilômetros, percorra apenas 130 quilômetros.

É importantíssimo que façamos isso, mas tem todo um trâmite para isso”, explicou.

João Vicente disse que conseguiu junto ao governo do Estado a realização de um tapa-buracos na região.

Mas as chuvas com dimensões fortes prejudicou a infra-estrutura.

“Esta é uma questão antiga e os produtores na região do cerrado estão em dificuldades.

Temos que lutar por mais infra-estrutura.

Este desejo tem que convencer os ministros que dirigem as pastas e ainda encaminhar para a Casa Civil para incluir no PAC”, informou.

Existe a intenção que o porto de Luís Correia e outras obras de infra-estrutura também sejam incluídas no PAC.

“O projeto da Transnordestina não tem nenhuma ligação ferroviária ou rodo-ferroviária, num sistema intermodal de transportes, nem como Itaqui no Maranhão e nem com Porto de Luís Correia, porque não está pronto para o transporte de cabotagem, de cargas.

Tem que se pensar nisso para o futuro.

Tem que se viabilizar o porto”, comentou o senador.

“Foram colocados recursos para este porto e foram discutidos para esta implementação”, completou.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Diario do Povo/PI