Kaká Mendonça reclama da falta de incentivos fiscais para as indústrias

PTB Notícias 26/04/2012, 13:40


O deputado estadual Kaká Mendonça (PTB-RO) disse nesta terça-feira (24/04/2012), em sessão na Assembleia Legislativa, que está preocupado com uma falta de política de incentivo fiscal do Estado em relação à instalação de indústrias nos municípios.

O parlamentar petebista afirmou que em Pimenta Bueno chegou a ter mais de 80 serrarias no auge da madeira, mas com o fechamento delas por conta do cerco à madeira, passou a gerar empregos através do polo cerâmico, de bebidas, de confecções e de tubos.

“É um dos municípios da região que mais agrega receita de ICMS por causa das indústrias”, observou.

Kaká disse que o setor industrial de Pimenta Bueno se destaca e só perde em arrecadação para Rolim de Moura por conta do setor agrícola.

O deputado reclamou a falta de ações do Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Conder) para que as indústrias possam concorrer com outros estados.

“A última reunião realizada pelo Conder foi em agosto do ano passado.

O que um empreendedor, um empresário quer é um mercado competitivo, é incentivo fiscal.

Hoje, Rondônia não tem como concorrer com Mato Grosso porque aqui a situação é inoperante”, disse.

Kaká salientou que “não está aqui para dizer como o secretário da Sedes (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Social), Edson Vicente deve ser, se a isenção é legal ou não, mas que o Conder se reúna para deliberar, porque esta Casa não mede esforços para aprovar leis visando o desenvolvimento do estado”.

“Essa situação beneficia carteis como o Friboi que está comprando tudo quanto frigorífico no Estado.

A Friboi tem, mas um frigorífico pequeno de Pimenta Bueno que está gerando 200 empregos não tem”, ressaltou o petebista.

Na opinião de Kaká Mendonça, “para mostrar como a Sedes está inoperante basta pegar o Orçamento de 2011 e vão poder ver que o secretário da Sedes não conseguiu gastar o dinheiro de sua pasta”.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Assembleia Legislativa de RondôniaFoto: Divulgação