Kelly Moraes anuncia ampliação de programas de incentivo rural

PTB Notícias 29/01/2009, 8:53


A entrega do cheque e a assinatura do convênio com o produtor de uvas foram as primeiras de uma série de ações planejadas para o meio rural de Santa Cruz do Sul, cidade administrada pela petebista Kelly Moraes (RS).

Com experiência de ter trabalhado na Emater, o secretário da Agricultura, Ademir Santin, frisou que a intenção é fomentar a busca por novas opções de renda no campo.

Além da fruticultura, devem ganhar força trabalhos envolvendo a criação de gado e o cultivo de hortigranjeiros.

Kelly frisou que essa era uma de suas metas de campanha que vai ser colocada em prática.

Como iniciou o governo há menos de um mês, ela ainda não pôde visitar os parreirais de Linha Santa Cruz, mas afirmou que fará isso muito em breve e que espera ver mais famílias beneficiadas pelo Proaser e outras iniciativas voltadas ao custeio da lavoura.

“Queremos que os agricultores santa-cruzenses tenham mais oportunidades e consigam ampliar seus rendimentos com apoio do poder público”, salientou.

O projeto envolvendo o cultivo de frutas também recebeu elogios do tesoureiro da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Marcílio Drescher.

A entidade que representa os produtores de tabaco também busca a diversificação.

Por meio do Proaser os produtores rurais obtêm crédito para o custeio de investimentos no cultivo ou na infraestrutura.

O pedido deve ser aprovado pelo Conselho Agropecuário e a cotação do valor emprestado é atrelada à saca de milho.

O máximo oferecido é de 750 sacas, que conforme o preço de mercado, representariam R$ 12.

375,00.

O pagamento é feito em quatro anos, com um de carência.

Caso o reajuste do milho seja maior que o IGPM ou o INPC na época do pagamento, esses indexadores passam a ser usados para calcular a dívida.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Gazeta do Sul)