Kelly Moraes confirma pré-candidatura à deputada estadual no RS

PTB Notícias 6/06/2014, 7:54


Com uma caminhada de mais de 20 anos na política, a ex-prefeita de Santa Cruz do Sul (RS), Kelly Moraes (PTB), será uma das pré-candidatas ao cargo de deputada estadual do Rio Grande do Sul para representar o município e a região na Assembleia Legislativa no próximo mandato.

A informação foi confirmada esta semana durante entrevista ao Riovale Jornal onde Kelly também assegurou que o fato de não ser candidata à vice-governadora na chapa de Tarso Genro (PT) está ligado apenas a um consenso dentro do partido.

A vaga que seria ocupada por Kelly Moraes na majoritária será destinada à ex-secretária estadual de Turismo, Abigail Pereira (PCdoB).

Desde 2013, quando o PDT e PSB abandonaram a coligação, que é base de apoio à candidatura de reeleição de Tarso Genro, o PTB vinha sendo o mais cotado para ocupar o espaço.

A mudança veio no final de maio, quando se intensificaram as negociações para que o ex-governador Olívio Dutra (PT) disputasse a vaga de senador pela chapa.

Na semana passada, porém, o PTB abriu mão do posto ao lado de Tarso e a possibilidade de Kelly ir de deputada estadual se concretizou.

Confira abaixo entrevista de Kelly Moraes ao portal Riovale Jornal: RJ – Como está sendo para ti este período pré-eleitoral de reviravoltas?Kelly Moraes – Tudo está dentro da minha projeção.

Preparei-me um ano para isso e trabalhei junto ao governo do Estado para uma candidatura a deputada estadual.

Realmente meu nome foi indicado, principalmente pelo PTB Mulher, para ser vice-governadora na chapa do Tarso, mas houve reviravoltas normais dentro da política e o cenário mudou, inclusive na majoritária ao Senado onde o ex-governador Olívio Dutra (PT) concorrerá.

Entramos em um acordo e o PTB abriu mão da vaga à vice no Estado.

Simplesmente foi um consenso para um projeto maior.

Eu fico muito honrada e grata às mulheres e a todo o PTB por meu nome ter sido cogitado e pelo apoio que estou tendo como pré-candidata a deputada estadual, que sempre foi meu objetivo principal.

RJ – Tua pré-candidatura a deputada estadual não está descartada, então?Kelly – Não.

Como disse, trabalhei um ano para isso e já fui deputada estadual de 2006 a 2008, renunciei para assumir a prefeitura de Santa Cruz do Sul em 2009, e fui deputada federal de 2000 a 2004.

Isso também está muito claro dentro do partido independente de questões locais.

Acredito que há espaço para todos e minha caminhada mostra isso.

RJ – Como tu analisas o desgaste do PTB em Santa Cruz do Sul?Kelly – Fico muito triste com esta “debandada” e com o caminho para o qual o partido está indo.

Perdemos vereadores, pré-candidatos excelentes entre outros militantes importantes e pessoas que participaram do nosso governo.

É lamentável o momento crítico pelo qual o partido está passando.

Hoje o PTB em Santa Cruz do Sul precisa de uma forte atuação nossa enquanto filiados e uma reavaliação por parte da presidência em relação à postura de algumas lideranças da sigla.

RJ – E como tu estás lidando com o fato de, neste pleito, não estar recebendo apoio do Marcelo e do Sérgio?Kelly – Primeiro que o fato de não ir como vice-governadora do Tarso não está ligado a isso, não tem a ver com receber ou não apoio deles.

Foi um consenso da coligação entre PT, PTB e PCdoB, isto é, uma construção de partidos que estão na majoritária e não passou por eles.

Segundo, o Sérgio optou à dobradinha com o Marcelo (filho dele) e, por isso, contesta minha candidatura e não é favorável a ela.

Mas eu sou do acordo que sempre há espaço para todos e, por isso, o fato de não receber apoio deles não interfere na minha decisão.

RJ – Qual será o norte da tua campanha?Kelly – Para qualquer político uma eleição exige esforço e dedicação.

É claro que meu foco será o Vale do Rio Pardo onde eu já tenho uma longa caminhada como deputada estadual e federal com diversos trabalhos na saúde e educação, mas, principalmente, como prefeita de Santa Cruz do Sul.

Por tudo isso, tenho um respaldo grande da comunidade e tenho certeza que posso encarar o desafio.

Além disso, um dos objetivos será fortalecer as mulheres e temos candidatas em nível federal e estadual para isso.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Riovale JornalFoto: Divulgação