Kelly Moraes integra-se às homenagens ao Movimento Escoteiro Mundial

PTB Notícias 9/11/2007, 9:41


Em nome da bancada do PTB na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, a deputada estadual Kelly Moraes manifestou o reconhecimento dos petebistas em relação a atuação e o trabalho desenvolvido pelos escoteiros no Estado, proposto no Grande Expediente da tarde desta quarta-feira (08/11) pelo colega petebista Cassiá Carpes.

A parlamentar destacou, principalmente, a importância da família na formação das crianças e adolescentes, mas, sobretudo, de grupos como dos escoteiros para a formação do caráter desses jovens.

Ao cumprimentar os coordenadores do Movimento dos Escoteiros presentes em Plenário, a deputada ressaltou o trabalho dos escoteiros de Santa Cruz do Sul, que sempre colaboraram com a administração municipal, lembrando os dois mandatos de seu marido, deputado Sérgio Moraes, em que ela atuou na área de saúde e assistência social.

“Os escoteiros sempre foram nossos parceiros e muito nos honra homenageá-los no ano em que o Movimento completa seu centenário”, disse ela.

A parlamentar destacou que, por meio de jogos, de trabalhos manuais, excursões, música e muitas outras atividades, os escoteiros aprendem valores, como a importância de ajudar o próximo, respeitar a natureza, conviver em grupo, ter autonomia, responsabilidade e auto-confiança.

” Eu, como mãe, sei da importância do trabalho desenvolvido pelos escoteiros na formação de adolescentes e até mesmo da transformação dos jovens no caminho do bem”, assegurou.

O Movimento dos Escoteiros foi idealizado pelo inglês Robert Baden-Powel (1857- 1950).

Após terminar os estudos secundários, ele ingressou no exército, onde logo se destacou.

Em 1899, durante a Guerra dos Boers, na África, ele teve de recrutar adolescentes da cidade de Mafeking e treiná-los para auxiliar em algumas tarefas, pois contava com poucos soldados.

Powel ficou impressionado com a coragem, a lealdade, e a responsabilidade dos garotos, fato que funcionou como um primeiro estímulo para a criação do movimento do escoteiro.

” O escotismo complementa a educação dada às crianças e aos jovens pela escola e pela família, de um modo não formal.

Nele, cada uma assume seu próprio desenvolvimento, tornando-se um cidadão consciente de seus deveres e direitos”, concluiu Kelly.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da ALRS)