Kelly Moraes lidera disputa pela Prefeitura de Santa Cruz do Sul (RS)

PTB Notícias 25/04/2012, 7:25


A menos de três meses do começo da campanha eleitoral, a primeira pesquisa oficial de intenção de votos em Santa Cruz do Sul (RS) apontou vantagem para o grupo da situação.

Pré-candidata à reeleição, a prefeita Kelly Moraes (PTB) lidera a disputa até o momento.

Os números, porém, refletem o momento atual de incertezas em torno do quadro eleitoral – como, por exemplo, a indefinição sobre quem será o candidato de oposição e, inclusive, a chance de uma reviravolta na chapa que representará a Administração, como foi ventilado nos últimos meses.

Em pelo menos uma das situações pesquisadas, o percentual de indecisos é maior do que a diferença entre o primeiro e o segundo colocado, o que sugere indefinição no cenário.

Para a pesquisa encomendada pela Associação dos Diários do Interior do RS, o Instituto Methodus ouviu 350 eleitores entre os dias 2 e 3.

A amostra contempla eleitores de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 16 anos, de diversas classes sociais e residentes no município.

A margem de erro da pesquisa é de 5,3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Três cenários foram estimulados.

O que resultou na disputa mais apertada é o que põe em confronto Kelly e a ex-prefeita Helena Hermany (PP).

O pré-candidato do PSTU, Afonso Schwengber, também foi incluído na simulação.

A trabalhista receberia 45,7% dos votos, enquanto a progressista ficaria 13,7 pontos atrás, com 32%.

Já Afonso aparece com 2,9% das intenções.

Neste caso, o índice de entrevistados que disseram não saber em quem votar ficou em 9,4%.

Na hipótese de o percentual ser inteiramente transferido para a oposição, se chegaria a um empate técnico, considerando a margem de erro.

Brancos e nulos somam 10%.

No segundo cenário estimulado, Kelly enfrentaria o outro pré-candidato do PP, o ex-deputado federal Telmo Kirst.

Neste caso, a prefeita chegaria a 52% dos votos, enquanto o progressista ficaria com 21,1%, o que representaria uma vantagem de 30,9 pontos – a maior em todas as simulações.

O terceiro colocado, Afonsinho, saltaria para 5,4%.

Dentre os entrevistados, 10,3% afirmaram estar indecisos, enquanto 11,1% optariam por branco ou nulo.

A terceira simulação substitui os pré-candidatos progressistas pelo deputado estadual Heitor Schuch (PSB).

Aliado do governo, mas aliciado pela oposição, o socialista admitiu a possibilidade de abandonar a base e lançar-se candidato.

Embora seja considerada remota a hipótese, a decisão ainda está em aberto.

Na pesquisa, Kelly obteve 49,7% das intenções, enquanto Schuch ficou 23,1 pontos atrás, com 26,6%.

Afonsinho ficaria com 3,4%, enquanto brancos e nulos somariam 10,3% e os indecisos chegam a 10%.

A PESQUISA Realização: Instituto MethodusPeríodo de campo: 2 e 3 de abrilEleitores pesquisados: 350Solicitante: Associação dos Diários do Interior do RSMargem de erro: 5,3 pontos percentuais para mais ou para menosRegistro: RS-00008/2012 Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Gazeta do Sul