Kelly Moraes reafirma compromisso com a saúde em Santa Cruz do Sul

PTB Notícias 2/01/2009, 11:22


O plenário da Câmara Municipal da cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul lotou, na noite desta quinta-feira (1º/01), para a solenidade de posse dos eleitos no último dia 5 de outubro.

A prefeita Kelly Moraes (PTB) disse que o momento era de selar os compromissos assumidos durante a campanha.

Conforme determina a Constituição Federal, o vereador mais votado no último pleito, Francisco Carlos Smidt, do PTB, presidiu a sessão.

Depois da saudação inicial, ele deu posse aos onze eleitos, por ordem alfabética: Alceu Crestani (PSDB), André Scheibler (PTB), Ari Thessing (PT), Edmar Hermany (PP), Hildo Ney Caspary (PP), Marcelo Moraes (PTB), Nasário Bohnen (DEM), Nery Siqueira (PSDB), Paulo Beneduzi (PTB) e Wilson Rabuske (PT).

Cada um fez o juramento de cumprir as constituições Federal e Estadual, a Lei Orgânica Municipal e a legislação em vigor.

Empossados os legisladores, uma comissão formada por Marcelo Moraes, Ari Thessing, Alceu Crestani, Hildo Ney Caspary e Nasário Bohnen conduziu Neiva Terezinha Marques – a prefeita Kelly – e seu vice Luiz Augusto Costa a Campis (PT) ao plenário.

Muito aplaudidos, os dois prestaram juramento e foram declarados investidos em seus cargos.

COMPROMISSOS Kelly usou a tribuna por vinte minutos.

Destacou o trabalho realizado pela coligação vitoriosa e frisou que, para ela e seu vice Campis, a posse significava o momento de selar os compromissos assumidos com a comunidade.

“Não fizemos promessas que não poderão ser cumpridas.

Por isso, assumimos com tranquilidade e a certeza de que vamos fazer o melhor por Santa Cruz.

” A prefeita saudou seu secretariado, que acompanhou a reunião, bem como o esposo, o deputado federal Sérgio Moraes (PTB), que, segundo ela, foi quem mais incentivou sua candidatura.

“A vitória que obtive também foi dele.

” Disse que deseja manter um ótimo relacionamento com a Câmara e que pretende manter diálogo permanente com os vereadores de todas as bancadas.

MUDANÇAS EM SEIS MESES Durante seu pronunciamento, a prefeita acentuou que, assim como já ocorrera nas duas administrações de Sérgio Moraes, o seu governo vai priorizar a área da saúde.

Em seis meses, disse que pretende dar uma solução para os problemas do Plantão de Urgência (PU) do SUS.

Avaliou que ele não está atendendo bem à população.

“Não sei onde vai funcionar, mas o Campis está cuidando deste assunto há um bom tempo.

” Kelly explicou que o PU será o Pronto Socorro Municipal, que nada tem a ver com o futuro Pronto Socorro Regional (PSR).

Realçou que não é contra este projeto, mas que pretende avaliá-lo de forma mais profunda.

Outra tema que deseja atacar de imediato é o do abastecimento de água.

Frisou que o Procurador Geral do Município, Marco Antônio Borba, já está com a incumbência de avaliar o contrato do município com a Corsan.

“A população não suporta mais o desabastecimento e a buraqueira nas ruas.

Se for preciso, vamos partir para a municipalização do serviço.

” fonte: jornal Gazeta do Sul