Kiki Bispo propõe ações de combate a doenças intestinais

Agência Trabalhista de Notícias 24/07/2018, 14:21


Imagem Crédito: Divulgação

O vereador Kiki Bispo (PTB) apresentou projeto de lei que cria, em Salvador (BA), a Semana de Conscientização sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais. Pela proposta, a data estabelecida será na terceira semana do mês de maio. A intenção é incluir a proposta no calendário de eventos da capital baiana.

De acordo com o petebista, um dos objetivos do projeto é “informar sobre as doenças inflamatórias intestinais, os principais tipos de ocorrência, seus sintomas e métodos de tratamento”.

O parlamentar também frisou que esta iniciativa visa “esclarecer sobre os fatores biológicos, comportamentais e ambientais que causam essas doenças”. Segundo ele, o projeto pretende dar visibilidade “à importância da prevenção e da adesão ao tratamento”.

“Estas doenças são autoimunes, o que significa que o sistema de defesa do organismo ataca o próprio intestino, por considerá-lo estranho”, justifica.

Kiki Bispo também explica que estas inflamações frequentemente produzem dor, perda de sangue, diarreia frequente e às vezes sem controle e perda súbita de peso. “As doenças inflamatórias intestinais podem ocorrer de forma relativamente leve em algumas pessoas, mas podem ser potencialmente letais em outras”, destaca.

Dados do Ministério da Saúde informam que em outubro de 2015 existiam no país 31.644 portadores da Doença de Crohn e 38.435 portadores de Retocolite Ulcerativa. Estes são dois exemplos de patologias inflamatórias intestinais. Entretanto, Kiki Bispo alerta que os números são maiores.

“Esses dados refletem apenas os casos de portadores que recebem os respectivos medicamentos pelo SUS [Sistema Único de Saúde], não sendo computados os que recebem pelos planos de saúde, tampouco aqueles sem medicação ou ainda não diagnosticados”, afirma.

Com informações da Câmara Municipal de Salvador