Laços entre Brasil e Japão são ressaltados em sessão proposta por Takayama

PTB Notícias 20/06/2007, 11:44


O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, destacou nesta terça-feira, 19, em sessão solene em homenagem à imigração japonesa no País, o crescimento da cooperação entre Brasil e Japão e os fortes laços de amizade entre as duas nações.

A homenagem, inserida nas ações preparativas para as comemorações do centenário da imigração japonesa em 2008, foi proposta pelo deputado Takayama, do PTB do Paraná, que, filho de japoneses, disse ser um exemplo vivo de que o Brasil oferece oportunidade a todos.

A coragem e a determinação dos imigrantes também foi destacada por Chinaglia.

Ele lembrou que a vinda dos primeiros trabalhadores japoneses para o País não se deu ao acaso.

Foi fruto de um acordo entre os governos do Brasil e do Japão, que tinham interesses convergentes: o Brasil precisava de mão-de-obra para a lavoura do café e o Japão já atravessava uma crise demográfica, com o campo e cidades super povoados.

O presidente da Câmara assinalou que, na década de 1930, o Brasil já abrigava a maior população de japoneses fora do Japão, então dedicada também ao cultivo do morango, do chá, do arroz e da pimenta.

O novo fenômeno da migração também foi lembrado pelo deputado petebista Takayama, que reforçou o caminho inverso percorrido por brasileiros descendentes de japoneses em busca de mercado de trabalho.

O deputado afirmou que o desejo do Grupo Parlamentar Brasil-Japão, presidido por ele, é de que a passagem do centenário da imigração japonesa contribua para o estreitamento das relações entre os dois países.

“O Japão e o Brasil se completam.

O Brasil tem aquilo de que o Japão precisa e vice-versa”, afirmou Takayama.

O deputado do PTB do Paraná citou a televisão digital como um dos projetos que colocarão as duas nações como “grandes parceiras” neste século.

fonte: Jornal da Câmara