Landim lembra 60 anos de fundação da República Federal da Alemanha

PTB Notícias 8/07/2009, 11:13


Ao lembrar os 60 anos da República Federal da Alemanha, o deputado federal Paes Landim (PTB-PI) destacou que este é um ano singular para os germânicos: além dos 60 anos da fundação da República e da Constituição democrática de 23 de maio de 1949, a Alemanha também comemora 20 anos da queda do Muro de Berlim.

O deputado petebista lembrou que, quando a Alemanha Oriental uniu-se à Ocidental, em 1990, a Constituição da Alemanha Ocidental serviu para todo o país.

Hoje, afirmou, é a Constituição do povo alemão, como previsto no seu preâmbulo, citado por Landim: “Consciente da sua responsabilidade perante Deus e os homens, animado pela vontade de manter a sua unidade como Nação e como Estado e de servir à paz mundial como membro de direitos iguais numa Europa unida”.

Homenagem – Em maio último, lembrou o deputado, o embaixador da Alemanha, Prot von Kunow, homenageou os 60 anos da Constituição de seu país, e relatou as circunstâncias em que nasceu a chamada Lei Fundamental alemã.

O embaixador também apresentou o cenário de degradação e sofrimento por que passava a Alemanha em 1949.

Como lembrou von Kunow, citado por Landim, 50 milhões de pessoas da parte ocidental alemã ainda vivia com dificuldades no final da década de 40, mas todos buscavam liberdade, democracia e a construção de uma nova Alemanha.

Na homenagem, prosseguiu Paes Landim, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que fez doutorado em universidade da Alemanha, ressaltou que a Lei Fundamental da Alemanha “é a pedra fundamental que não só fundou a República Federal da Alemanha, reconstruindo a democracia com absoluto sucesso, como também foi o sustentáculo da reunificação em 1990”.

Landim concluiu ressaltando o papel do estadista liberal Konrad Adenauer, “inspirador do texto de 1949, que, depois de 60 anos, deu à Alemanha liberdade, dignidade, plenas garantias democráticas e grande sucesso econômico e social”.

fonte: Jornal da Câmara