Lara destaca atuação do RS durante Seminário do “Brasil Sem Miséria”

PTB Notícias 10/06/2012, 12:45


O secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Social do governo do Rio Grande do Sul, o petebista Luís Augusto Lara, participou do Seminário Nacional Pactuação Federativa no Brasil Sem Miséria, que aconteceu no último dia 06/06/2012, no Rio de Janeiro.

O evento fez parte das atividades de um ano do programa Brasil Sem Miséria e contou com a participação da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, e de diversas autoridades brasileiras.

Dentro da programação, o secretário Lara proferiu palestra na mesa temática “Inclusão Produtiva Urbana e Rural”, junto aos representantes dos Estados de São Paulo, Bahia e Pernambuco.

O titular da STDS destacou as iniciativas do Rio Grande do Sul nas áreas de busca ativa de famílias que se encontram à margem dos programas sociais do Governo Federal, bem como no processo de inclusão produtiva dos beneficiários do Programa Bolsa Família.

Entre as ações destacadas pelo secretário, está o Plano Estadual de Qualificação Profissional, que faz parte do Pacto Gaúcho pela Educação e que, somente em 2012, oferecerá 68 mil vagas de qualificação profissional.

“No nosso Estado, a inclusão produtiva das pessoas inseridas no Cadastro Único está se concretizando, principalmente, através da inserção em cursos profissionalizantes, como os que permitiram o acesso de 15 mil pessoas de programas como o bolsa família, nesta primeira fase.

Este ano vamos incluir mais 40 mil beneficiários na qualificação profissional”, disse.

Ao falar sobre as ações, o secretário Luís Augusto Lara falou sobre o exemplo que vem da experiência exitosa das inscrições e do início dos cursos do Pronatec/FIC, em Rio Grande (RS).

Segundo ele, “o sucesso desta atividade corrobora a ideia do Programa Nacional de Promoção à Integração ao Mundo do Trabalho de que essa área precisa estar articulada e integrada com as políticas de assistência social, proporcionando ao público uma oportunidade de melhorar suas condições de vida e se emancipar dos programas sociais por meio da geração de trabalho e renda”, sustentou.

Lara também enfatizou o trabalho realizado através do Mutirão Social.

“Das 300 mil pessoas em extrema miséria no início de 2011, já buscamos mais de 100 mil para os programas sociais.

Ainda há muito por fazer, mas estamos no caminho certo”, concluiu.

Segundo a ministra Tereza Campello, em seu primeiro ano, o Brasil Sem Miséria conseguiu superar todas as metas estabelecidas para o período.

A busca ativa, destacou ela, localizou e incluiu 687 mil famílias extremamente pobres no Programa Bolsa Família.

A expectativa era de 640 mil famílias até dezembro de 2012.

“Este é um momento de celebração e é preciso compartilhar isso com cada um de nossos parceiros”, afirmou ela.

fonte: site do PTB – RS