Leia o discurso de Campos Machado sobre as declarações de Joaquim Barbosa

PTB Notícias 5/06/2013, 20:28


Leia abaixo o pronunciamento do deputado Campos Machado (PTB-SP), presidente do PTB do Estado de São Paulo e secretário-Geral da Executiva Nacional do PTB, proferido na Assembleia Legislativa de São Paulo, sobre as declarações do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, contra os partidos políticos e o Congresso Nacional.

O SR.

CAMPOS MACHADO – PTB – PELO ART.

82 – Sr.

Presidente, Srs.

Deputados, é lamentável o modo como o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, desce do seu pedestal para afirmar que todos os partidos políticos são “de mentirinha”.

O que é democracia para ele? Como pode fazer tal afirmativa? Vou mais longe.

Que moral tem para isso? Podem me perguntar se não é uma expressão muito forte.

Eu respondo que quando o ministro Joaquim Barbosa estava de férias, em recesso, em licença-prêmio, ele viajou em aviões com o dinheiro do Supremo Tribunal Federal.

Isso é ético? Isso é moral? Porque temos nós que nos submeter ao arbítrio do ministro Joaquim Barbosa? Ele se deixou levar apelos holofotes.

Ele não sabe a gravidade do que ele afirmou.

Ofendeu ao Congresso Nacional, ofendeu a esta Casa, enfim ofendeu a todo o Legislativo no País.

E nós vamos nos silenciar só porque o ministro Joaquim Barbosa falou? Qual a reação desta Casa? O silêncio?Já disse várias vezes aqui, deputado Hamilton Pereira, silenciar quando se deveria protestar, transforma os homens em covardes; não faço a menor questão de ser processado.

Mas o Sr.

Ministro, Presidente do Supremo Tribunal Federal, usando o dinheiro público para viagens particulares, em férias, em licenças-prêmio, em recesso! Imaginem se um Deputado Estadual em licença-prêmio usar o carro da Assembleia Legislativa?S.

Exa.

perdeu a oportunidade de ficar calado.

As palavras, enquanto nós não as proferimos, são nossas prisioneiras, depois que nós as proferimos, nós passamos a ser prisioneiros delas.

Conclamo o nobre deputado Fernando Capez, jurista de renome, membro do Ministério Público, que mostre também o seu repúdio contra as afirmativas do ministro Joaquim Barbosa – o viajante contumaz com o dinheiro público – quando diz que os partidos são de mentirinha, deputado Pedro Tobias.

E as viagens aéreas dele são de mentirinha? E o dinheiro do povo é de mentirinha?É por isso que venho hoje aqui Sr.

Presidente, deputado Samuel Moreira, para mostrar a minha indignação.

Nós não podemos ter medo dos poderosos, não.

Deputado Enio Tatto, quando olhamos de baixo para cima achamos que as pessoas são altas demais; mas não são.

Quando elas descem até o chão, como desceu o Presidente do Supremo Tribunal Federal, nós temos a obrigação de não aceitar; ele que justifique as suas viagens, as suas mordomias, para depois, sim, fazer as afirmativas que fez.

Sr.

Presidente, deixo aqui o meu repúdio, a minha revolta; não é possível que esta Casa silencie.

Peço a V.

Exa.

para que lidere uma moção de repúdio ao Sr.

Presidente do Supremo Tribunal Federal.

Não dá mais para aceitar impunemente, caladamente agressões desse tipo, desse perfil e partindo de quem tinha obrigação de defender a ordem, a paz e a justiça.