Leonardo homenageia Dante de Oliveira, o ‘homem das Diretas Já’

PTB Notícias 14/02/2014, 17:33


No último dia 06 de fevereiro de 2014, o vereador Leonardo de Oliveira (PTB-MT) utilizou a tribuna da Câmara de Cuiabá para prestar uma homenagem ao tio, Dante Martins de Oliveira, que foi deputado federal, prefeito de Cuiabá, governador de Mato Grosso e ministro da Reforma Agrária.

Ele aniversariava nesta data e, se estivesse vivo, teria completado 62 anos.

Leonardo relembrou os feitos de Dante, seu legado político, sua história de vida.

“Dante foi um visionário, sempre pensou no futuro, colocou Mato Grosso nos trilhos do desenvolvimento e mudou a estrutura desse Estado.

É muito importante ressaltar a memória de pessoas que contribuíram tanto para a sociedade, e um povo sem memória é um povo sem história”, ressaltou.

Como governador, Dante encontrou um estado endividado e com folhas de pagamento atrasadas, sem estradas e com regiões praticamente isoladas.

Com a criação do programa “Mato Grosso é hora de investir”, atraiu diversas empresas de fora do Estado.

Ficou conhecido em todo país, como autor da Emenda Constitucional nº 5, de 1983 pelas eleições diretas, que gerou o movimento “Diretas Já”, que redemocratizou o Brasil.

O vereador lembrou ainda a Instituto Dante de Oliveira, que agrega toda a história pessoal e política do ex-governador, com documentos e fotos, e está instalada na Praça Rachid Jaudy, no Centro de Cuiabá.

Segundo Leonardo, toda esta história deve ser transferida para o memorial Dante Martins de Oliveira.

“O projeto já está totalmente pronto, aguardando uma parceria entre a Prefeitura de Cuiabá e o governo do Estado, para ser implantado”, explicou.

Dante Martins de OliveiraGraduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ingressou na política ainda na vivência acadêmica.

Em 2006, quando disputaria mais uma vez o mandato de deputado federal, veio a falecer aos 54 anos, vítima de uma pneumonia, que se agravou, pois o político era diabético.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de CuiabáFoto: Secom/Câmara Municipal de Cuiabá