Liliane quer conscientizar jovens politicamente e combater a corrupção

Agência Trabalhista de Notícias 5/04/2016, 8:09


A vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputada Liliane Roriz (PTB), protocolou Projeto de Lei (PL) na Casa que trata do combate à corrupção.

A ideia da parlamentar é levar para as salas de aulas a temática “política, politicagem e conscientização contra a corrupção”.

A inserção do assunto com os estudantes se dará como tema transversal – aqueles que são trabalhados dentro das disciplinas já existentes no currículo escolar – e, de acordo com o projeto, deverão estar presentes para alunos dos ensinos Fundamental e Médio nas escolas das redes pública e privada do Distrito Federal.

Caso o PL seja aprovado, o conteúdo programático incluirá o estudo da história da política, os prejuízos com a politicagem e a formação da sociedade contemporânea perante a corrupção, de forma que sejam despertados nos estudantes suas ideologias éticas, morais e sociais.

“As crianças e adolescentes de hoje estão vendo todas as consequências da prática de uma política que foge a sua concepção genuína, que é trabalhar pelos mais necessitados, trabalhar para oferecer um país melhor aos brasileiros”, ressalta Liliane.

O objetivo de que trata o projeto de lei da vice-presidente da Câmara Legislativa é formar jovens que estão vivendo um momento importante do País.

“Essas crianças e adolescentes de hoje serão os eleitores de amanhã.

É comum ouvirmos que o brasileiro não sabe votar, por isso estamos vivendo tudo isso hoje.

O objetivo desse projeto é dar noções básicas, mostrar os fatos reais da nossa história que contribuíram para que chegássemos até aqui e suas consequências, e principalmente passar noções de cidadania, de respeito às leis, ao próximo”, explica a deputada.

Segundo o argumento da parlamentar, é importante definir corrupção.

“Não é apenas se apropriar do dinheiro público.

É preciso conscientizar as pessoas de que tudo começa com os pequenos atos e uma coisa leva a outra.

Muitas pessoas não enxergam o desvio privado como corrupção e só levam em conta a corrupção no ambiente público”, enfatiza Liliane.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da deputada Liliane Roriz (PTB-DF)Foto: Thyago Arruda/Assessoria