Luísa Canziani propõe debate sobre presença feminina em espaços de poder

Agência Trabalhista de Notícias 5/12/2019, 11:39


Imagem Crédito: João Ricardo/Liderança do PTB na Câmara

A luta por uma maior presença feminina em todos os espaços de trabalho tem avançado. É o que mostra levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apresentado em debate promovido pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados: em 2017, 43,3% das vagas formais, somando setor público e privado, eram ocupadas por mulheres, sendo que em 1986 eram apenas 32,1%.

Autora do pedido para realização da audiência e presidente do colegiado, a deputada Luísa Canziani (PTB-PR) reforçou a necessidade de mais mulheres serem ouvidas nesse debate.

A representante do Ipea, Janine Mello, explicou que, independentemente da inserção, as diferenças de remunerações entre homens e mulheres nas esferas do setor público ainda são um desafio.

“Tem diferença de remuneração muito significativa isso traz questionamentos. Se os salários de entrada são iguais, por que as mulheres recebem menos do que os homens?”, questionou.

Debate

A audiência faz parte do projeto “Brasileiras”, uma série de palestras destinadas a discutir as questões relativas aos direitos das mulheres.

Com informações da Agência Câmara Notícias