Luiz Carlos Busato afirma que sistema carcerário do País está falido

PTB Notícias 24/08/2009, 13:30


Em conversa com a equipe da Rádio PTB, o deputado federal Luiz Carlos Busato, do PTB do Rio Grande do Sul, comentou sobre a superlotação carcerária no Brasil.

Para o deputado petebista, há muitos anos aplicou-se a teoria de que era melhor construir escolas do que presídios, mas que na prática foi verificado que nesses últimos anos não foram construídos nem escolas e nem presídios.

“Hoje nós estamos com o sistema carcerário falido”, afirma Busato.

O petebista diz que a sociedade precisa entender que no Brasil não existe pena de morte e nem prisão perpétua, e que as pessoas que hoje são prisioneiras, um dia vão sair.

O deputado lembrou que a própria CPI do sistema carcerário constatou que é necessário investir na recuperação dos presidiários que devem voltar às ruas melhores do que quando entraram, e assim não causar danos à sociedade.

Dentre as possíveis saídas para minimizar o problema o deputado aponta a construção de mais presídios, revisão da Lei Prisional do Brasil, aproveitar da melhor forma a liberdade vigiada através da utilização de tornozeleiras eletrônicas.

“São várias medidas que podem diminuir essa massa carcerária” disse o deputado gaúcho.

fonte: Informativo da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados