Luiz Carlos Busato entrega proposta da construção de barragens no RS

PTB Notícias 4/02/2011, 8:30


O Governo Federal prevê a construção de mais dez barragens no Rio Grande do Sul para facilitar o abastecimento das populações urbanas e rurais.

O secretário de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano do RS, Deputado Luiz Carlos Busato (PTB), entregou a proposta da construção de novas barragens, no início desta semana, em audiência no Ministério da Integração Nacional.

As barragens nos reservatórios de água de Passo da Ferraria, Rio São Sepé, Rio Soturno e Arroio Estancado estão incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

As outras seis devem passar ainda pela análise do Governo Federal e vão contemplar a região Sul, a mais afetada pela estiagem: Arroio Jaguari-Mirim, do Arroio Quebracho, em Bagé; do Rio Guarupá, localizado na Bacia do Rio Quaraí; Sanga do Cursinho, no norte de Dom Pedrito; Pontas do Rio Upamaroti e Arroio Capivaras, ambas no sul e sudoeste de Santana do Livramento.

Segundo Busato, as barragens visam a acumulação de água para o abastecimento das populações urbanas e rurais, preservação das condições ambientais da vida silvestre e irrigação durante os períodos de estiagem.

“Fomos buscar junto ao Ministério apoio para amenizar os estragos causados pela seca”, informou o secretário.

A construção de reservatórios de água colaborará, inclusive, no desenvolvimento agrícola e agropecuário do estado.

Devido à falta de água potável, algumas cidades acabam perdendo competitividade para outras regiões do Brasil e até para países do Mercosul.

“Para alterar o seu perfil atual, é indispensável que o Rio Grande do Sul adote um processo de produção agrícola irrigada, resistente aos efeitos das estiagens periódicas”, explicou.

A proposta do Governo do Estado trata ainda da construção de dois canais de irrigação de reservatório de água que já estão em andamento: Taquarembó e Jaguari.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal Gaz