Luiz Carlos Busato lança programa de auxílio para micro empresas de Canoas

Agência Trabalhista de Notícias 19/06/2020, 8:24


Imagem Crédito: Divulgação/PMC

Em função da pandemia do novo coronavírus e dos impactos econômicos que a cidade de Canoas (RS) vem sofrendo por causa das medidas de distanciamento social, a Prefeitura Municipal lançou, na quinta-feira (18), o programa Recupera Canoas, que visa auxiliar micro e pequenas empresas com consultorias, análise técnica e do perfil competitivo, assessoria em crédito e indicações para crédito.

O Recupera Canoas é um programa de recuperação empresarial para Microempreendedor Individual (MEI) e Micro e Pequena Empresa (ME e EPP). A iniciativa conta com a parceria do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que coloca um técnico à disposição para realizar a consultoria nas empresas.

O programa está dividido em até três fases. A primeira é totalmente gratuita. Nela, o consultor faz um diagnóstico do negócio, o perfil da empresa e faz orientações ao empreendedor para acessar plataformas de soluções do Sebrae. Caso haja necessidade de avançar na consultoria, é possível aderir a outros dois pacotes, o Essencial e o Complementar, cujo investimento é de apenas 10% do valor total. No Essencial, os empreendedores recebem consultoria de gestão de crise, de gestão de caixa, de modelagem de negócios e mentorias coletivas exclusivas. Já no pacote Complementar, recebem consultoria em design para presença digital e coaching executivo on-line.

O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato (PTB), ressalta que a iniciativa visa preservar os empreendedores, o emprego e a renda do município. “Além das vidas dos canoenses, queremos proteger também os nossos empreendedores e as pequenas empresas. Sabemos que neste momento muitas empresas não estão encontrando saída para seu negócio. Como os micro e pequenos empreendedores não têm acesso às alternativas para superar a crise da mesma forma que as grandes empresas, entendemos que o nosso papel é auxiliar os canoenses neste período difícil”, comenta Busato.

O gerente regional do Sebrae, Marco Aurélio Copetti, afirma que, de acordo com os dados do monitoramento dos pequenos negócios do Rio Grande do Sul na crise, na sexta semana após declarada a pandemia, apenas 10% das empresas não estavam sendo afetadas negativamente. “As primeiras ações tomadas por essas empresas focaram em renegociação com fornecedores, redução do horário de funcionamento, férias para os funcionários e refinanciamento. Entretanto, muitos empreendedores precisam repensar seu plano de negócio e buscar alternativas, como vendas on-line. E é exatamente esse direcionamento que o Recupera Canoas busca oferecer”, explica Copetti.

Para a microempreendedora e proprietária do ViCakes, Vivian Ribeiro, que faz bolos caseiros, a iniciativa é essencial para manter os negócios em diferentes segmentos. “Sou empreendedora há dois anos e sei como é difícil crescer. Quando meu negócio começou a se desenvolver, veio a pandemia e minha vendas caíram muito. Agora, estou me recuperando aos poucos porque tive que me reinventar. Acredito que essa ajuda da Prefeitura será fundamental para a manutenção de muitas empresas, é uma esperança para muitos empreendedores que não estão encontrando saída neste momento”, comenta.

Com informações da Prefeitura de Canoas