Luiz Carlos Busato quer verba para rebaixamento de trem em Canoas

PTB Notícias 13/11/2007, 10:22


O projeto do rebaixamento do trem na zona central de Canoas pode passar por mais uma prova na Câmara dos Deputados.

Desta vez, a emenda do deputado federal Luiz Carlos Busato (PTB/RS) precisa ser uma das 20 aprovadas pela bancada gaúcha para entrar na Lei Orçamentária Anual de 2008.

Para conseguir a inclusão, o parlamentar está conversando com diversos deputados gaúchos.

E a expectativa de alcançar o objetivo é grande.

Busato explica que, para uma emenda chegar ao orçamento, são necessárias três etapas.

A do rebaixamento do trem teve a sua primeira vitória em 14 de julho, quando a bancada gaúcha aprovou sua inclusão na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Depois, a emenda foi incluída no Plano Plurianual 2008-2011.

“Estar no PPA não garante a obra, mas sim a rubrica no orçamento do governo federal dos próximos quatro anos”.

Disse o petebista.

Se não conseguir a verba para 2008, posso tentar novamente em 2009, 2010 e 2011″, destacou.

Verba – O deputado quer conseguir entre R$ 20 milhões e R$ 50 milhões só para o rebaixamento do trem.

A emenda para Canoas está acoplada com mais duas: a extensão da linha da Trensurb de São Leopoldo até Novo Hamburgo, do deputado Eliseu Padilha (PMDB), e a construção da linha 2, em Porto Alegre, da deputada Maria do Rosário (PT).

O rebaixamento recebe apoio dos deputados Marco Maia (PT), Paulo Roberto (PTB) e Germano Bonow (DEM).

Mas a inclusão do rebaixamento do trem na LOA 2008 não é uma tarefa fácil.

São 65 propostas e destas são escolhidas 20.

Sendo que das 20, três são para remanejamento de verbas.

“É quando o deputado retira verba que era para um projeto e destina para outro”, salienta.

Das 17 restantes, mais três precisam ser aprovadas, pois são propostas dos senadores.

Sobram 14 emendas.

“Temos que retirar daqui aquelas que são obras já iniciadas e que precisam ser aprovadas.

Aí diminuem para 11″, conta.

A resposta dessa equação deverá sair hoje durante a reunião da bancada gaúcha na Câmara dos Deputados ou não.

Uma vez que a decisão pode ser adiada, devido ao feriado do dia 15.

O projeto prevê o rebaixamento de aproximadamente 800 metros, na área central da linha do trem no município de Canoas.

Será construída também uma estação de embarque e desembarque, com acesso por esteiras rolantes e levadores, podendo ser incluído espaço para o comércio, se os gestores acharem oportuno.

Esta emenda contempla o anseio de mais de 400 mil habitantes que moram em Canoas, além das pessoas que circulam na região.

Agência Trabalhista de Notícias (site PTB/RS)