Lula Cabral assina acordo para geração de emprego e progresso turístico

PTB Notícias 23/05/2011, 14:33


O prefeito de Cabo de Santo Agostinho (PE), Lula Cabral, do PTB de Pernambuco, e o governador do Estado, Eduardo Campos, do PSB, participaram, nesta segunda-feira (23/05/2011), no Palácio do Campo das Princesas, da solenidade de assinatura do contrato para construção do primeiro hotel cinco estrelas na Reserva do Paiva.

Trata-se do investimento de R$ 450 milhões que o Grupo Odebrecht irá realizar em parceria como grupo português Promovalor.

A previsão de entrega do empreendimento é para março de 2014, e as obras devem começar em outubro deste ano.

O objetivo é desenvolver um novo pólo turístico, de negócios e de lazer no Paiva, estando prevista a geração de 5.

980 novos postos de trabalho diretos e indiretos no período da construção e mais 7.

025, em sua fase operacional.

“Um empreendimento como este consolida a posição de Pernambuco como pólo de desenvolvimento e mostra que Cabo de Santo Agostinho preparou-se para receber esse novo tempo que o nosso Estado está vivendo”, afirmou o prefeito petebista.

Eduardo Campos voltou a lembrar a Copa do Mundo de 2014 e destacou a grande oportunidade que surge para novos investimentos na região.

Ele garantiu que a maioria das vagas de empregos geradas com o empreendimento serão preenchidas por trabalhadores do Estado.

Campos enfatizou ainda a parceria existente entre o governo de Pernambuco e a prefeitura do município.

“Estão juntos para receber este e outros investimentos que venham para a nossa região.

“Na avaliação do diretor de Incorporação Imobiliária da Odebrecht, Luiz Henrique Oliveira, o novo empreendimento vai impulsionar o turismo no Estado e estará pronto no ano do Mundial, da qual o Recife – mais precisamente, São Lourenço da Mata – será uma das sub-sedes.

A liberação da licença ambiental deve estar concedida até setembro, um mês antes do início da obras.

Para Almerindo Duarte, diretor-presidente do Grupo Promovalor, a parceria será importante para impulsionar o turismo e a geração de oportunidades em toda a região Nordeste.

Duarte lembrou ainda que o país recebe menos turistas do que deveria.

De acordo com ele, cinco milhões de turistas externos por ano: “Ao passo que Portugal, que tem um território incomparavelmente menor, recebe o dobro”, salientou.

O hotel 5 Estrelas, que será operado por bandeira internacional, terá 350 leitos, com capacidade para 2.

100 pessoas e área de 2.

500 m², com SPA, fitness, restaurante e bar.

No setor empresarial, será erguido um moderno empreendimento multiuso, com seis torres e área total disponível para locação de 43 mil m², com infraestrutura de alta tecnologia e conceitos de sustentabilidade sócio-ambiental.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Prefeitura de Cabo de Santo Agostinho