Luzia Toledo preside audiência que debate código de ética do turismo

PTB Notícias 19/06/2009, 7:56


A adoção de um código de conduta do turismo contra a exploração sexual infanto-juvenil no Espírito Santo foi defendida nesta quarta-feira (17), em audiência pública ocorrida no Plenário Dirceu Cardoso, na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales).

Além disso, foi aprovada a utilização de um selo educativo que será distribuído na rede hoteleira, aeroporto, agências de viagens, rodoviárias e outros locais onde há fluxos de turistas.

O evento foi promovido em conjunto pelas Comissões de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos e de Turismo, presidida pela deputada Luzia Toledo (PTB).

O tema em debate foi a violência contra crianças e adolescentes, estimulada pelo turismo sexual, e atraiu autoridades, representantes de empresas, entidades, câmaras e prefeituras municipais.

A deputada petebista Luzia Toledo foi a primeira a discursar e apresentou alguns pontos para reflexão: o trauma, o medo e a vergonha da vítima; o perigo de as vítimas repetirem o gesto violento; a presença de casos em todas as classes sociais; e a impunidade do abusador, que muitas vezes é perdoado pela família.

Luzia Toledo admitiu que hoje há uma maior consciência da sociedade com relação ao tema e as denúncias aparecem cada vez mais.

E lembrou que o serviço “Disque 100” funciona a qualquer hora, todos os dias da semana.

“Médicos, policiais, taxistas, todos nós devemos estar envolvidos no enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes.

O Espírito Santo tem que ser modelo nesse enfrentamento da violência contra a criança e o adolescente”, concluiu.

O debate foi conduzido pela promotora Patrícia Calmon Rangel e pelo advogado Bruno Alves de Souza, presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos.

Os dois proferiram palestra sobre o tema e defenderam a adoção de um código de conduta.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações da Assembléia Legislativa do Espírito Santo