Magda (GO) discorda de pontos do relatório da proposta de reforma política

PTB Notícias 13/11/2011, 15:11


A Comissão Especial da Reforma Política da Câmara pode votar na próxima semana parecer do deputado Henrique Fontana, do PT do Rio Grande do Sul.

Na nova versão de seu parecer, o relator mantém o financiamento exclusivamente público das campanhas.

A deputada Magda Mofatto, do PTB de Goiás, não concorda com muitos pontos do relatório, diz o Informativo nº 198 da Liderança do PTB na Câmara.

Ela acredita que o tema deve ser discutido com a população que deve ter ciência do que a reforma pretende.

“Sou contrária a essa reforma da maneira em que está sendo proposta”, disse a parlamentar.

Mofatto discorda também do financiamento público de campanha e diz que o dinheiro público deve ser destinado para o setor para o qual ele foi arrecadado, como a saúde, a educação, a construção de escolas e a segurança pública.

“O dinheiro deve ser investido e suprir as necessidades da população e não para financiar campanha política”, afirmou.

Magda Mofatto cita ainda outro ponto polêmico da reforma: o estabelecimento da lista fechada.

“Isso fará com que os coronéis que já têm mandato se eternizem no cargo.

Isso é injusto com os novos candidatos.

Não podemos restringir a entrada dos novos por causa de uma reforma política dessa natureza.

“Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados