‘Mandela é último herói do século 20’, diz Fernando Collor

PTB Notícias 12/12/2013, 19:22


O senador Fernando Collor (PTB-AL) disse, em pronunciamento em plenário nesta quinta-feira (12/12/2013), que o mundo ficou menor com a morte do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, a quem chamou de o último herói do século 20.

Collor contou que foi o primeiro presidente brasileiro a receber Mandela, após o líder sul-africano deixar a prisão, onde ficou por 27 anos.

À época, lembrou o senador, Mandela estava numa peregrinação pelo mundo para que a Organização das Nações Unidas (ONU) mantivessem as sanções à África do Sul até que tivesse fim o regime que segregava brancos e negros e todos tivessem direito de escolher seus representantes e governantes.

“Premonitoriamente, declarei em público a minha honra de apertar a mão do homem que seria o símbolo do nascimento de uma nova África do Sul, fortalecida e racialmente integrada.

Em sua homenagem devemos sempre lembrar o maior ensinamento que nos deixa, quando ele dizia: “a queda da opressão foi sancionada pela humanidade e esta queda é a maior aspiração de cada homem livre””, recordou o petebista.

Fernando Collor participou, ao lado da presidente Dilma Rousseff e dos ex-presidentes brasileiros José Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, da cerimônia oficial de homenagem a Mandela, realizada na segunda-feira (10), em Johanesburgo, no antigo Soccer City, um dos estádios da Copa do Mundo de Futebol da África (2010), onde o líder sul-africano fez sua última aparição pública.

Milhares de sul-africanos, além de familiares e amigos, participaram do evento que contou com a presença de quase 100 chefes de estado, entre eles Barack Obama, dos Estados Unidos, e Raúl Castro, de Cuba.

Nelson Mandela morreu no dia 5 de dezembro, aos 95 anos, devido a complicações decorrentes de uma infecção pulmonar.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Agência SenadoFoto: Pedro França/Agência Senado