Manoel Ribeiro denuncia violência em Paço do Lumiar, no Maranhão

PTB Notícias 11/11/2011, 8:11


O deputado Manoel Ribeiro (PTB) anunciou, na sessão desta quinta-feira (10/11), que esteve em hospitais visitando amigos de Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís (MA), vitimadas por violência ocorrida no município.

“A Justiça do Maranhão tem obrigação de resolver esse imbróglio judicial.

A população do Paço do Lumiar não aguenta mais os desmandos da atual administração municipal.

Ontem, no Maiobão, parecia um campo de guerra, ela mandou que acabassem com uma manifestação na Avenida 8, centenas de capangas com máquinas da Prefeitura, caçambas e ameaçando aquela população, e não satisfeita chamou a polícia e aí começou: 60% da população do Maiobão se revoltou e foi um Deus nos acuda, não houve vítimas fatais ainda, mas tem gente no hospital passando mal”, afirmou.

Manoel Ribeiro disse que um dos manifestantes foi baleado não pela Polícia Militar, mas por “capanga” da prefeita Bia Aroso e a Justiça “que está com o processo cozinhando em banho-maria, até hoje não resolveu esse imbróglio”.

“A corrupção está à vista de todos.

A Justiça está fazendo vista grossa.

Dr.

Jamil, presidente, V.

Exa.

está com a palavra.

Nós temos que tomar uma providência: ou se resolve o problema ou se afasta a prefeita ou então se diz: ela vai ficar porque nós queremos.

Ela vai ficar porque os desembargadores gostam dela.

Ela vai ficar porque tem prestígio na polícia e a população que vá se arrebentar para lá.

Aí sim nós tomaremos uma providência.

Do jeito que está, é que não pode aquela população ficar sofrendo.

Não tem saúde, não tem escola, salários atrasados, quer dizer, t udo, tudo, tudo naquela cidade é desmantelado”, declarou.

De acordo com o parlamentar, “ela teve o desplante de comunicar, na terça-feira, que já é a segunda vez que foi roubada da bolsa dela com o valor de R$ 100 mil.

E eu pergunto senhores: de onde ela tirou esses R$ 100 mil? Chamar a atenção do Imposto de Renda porque, se essa senhora tem condições de ter numa bolsa R$ 100 mil quando o salário dela, salvo engano, é de R$ 15 mil e as posses dela, que eu sei a declaração de bens, senhor presidente, não chega me parece a R$ 92 mil quando ela tomou posse.

Mantendo casa no Maiobão e uma capela em Anajatuba e pela segunda vez que roubam R$ 100 mil.

De quem será esse dinheiro? Será que é do sócio dela que está foragido, o vereador Júlio do Mojó? Ou será da Prefeitura Municipal? Com a palavra, Dr.

Jamil Gedeon, que tome as providências.

Não aguento mais, a população do Maiobão não aguenta mais, senhora Justiça.

E a senhora que tem vendas nos olhos, aja como deve agir.

Providencie à população do Maiobão.

.

.

E eu, deputado Manoel Ribeiro, peço, se for preciso ficar de joelhos, eu ficarei, mas resolva aquela situação.

Não podemos mais ficar naquele desmando que é o Paço do Lumiar, ou seja, falta de vergonha dos administradores municipais”, apelou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Portal Jornal Pequeno